Author`s name Timothy Bancroft-Hinchey

Projeto TODAS resgata memória histórica de feministas em Cuba

Projeto TODAS resgata memória histórica de feministas em Cuba

Havana, 25 de dezembro (Prensa Latina) O projeto sociocultural cubano TODAS começará 2020 com várias ações para resgatar a memória histórica feminina, informou hoje a líder da iniciativa, a cineasta Marilyn Solaya.

Como abertura das atividades, a exposição 'ALL: Em busca de um espaço' será realizada, no dia 30 de janeiro, no Palácio do Segundo Cabo, localizado no Centro Histórico desta capital, que terá a curadoria e coordenação do a historiadora Neida Peñalver Diaz, membro da Rede Latino-Americana e Africana de Masculinidades (Riam).

A exposição, projetada por Miguel Monkc, incluirá dezenas de fotografias, que documentarão vários congressos, marchas e atividades femininas estrelando mulheres na primeira metade do século XX e complementando a pesquisa audiovisual.



A exposição acompanha a exibição do documentário homônimo, estreou em Cuba em junho passado e com uma excelente recepção no XI Festival Internacional de Cinema Invisível em Bilbao, Espanha, bem como no Festival Internacional de Novo Cinema Latino-Americano, realizado recentemente.



Tanto a exposição quanto a fita, têm como premissa 'conectar o passado ao presente e refletir essa luta constante de cada mulher para ocupar um lugar decente em todas as esferas sociais, que atinge hoje' ', disse Solaya à Prensa Latina ,



A seleção marca uma linha do tempo desde os precursores do feminismo em Cuba até a Constituição de 1940 e vai crescer até o presente por tema, explicou o cineasta cubano reconhecido por sua ópera de estreia, Wedding Dress.



Além disso, Solaya enfatizou que a exposição marcará o início de uma longa jornada de reivindicação para desmantelar a crença de que o sufrágio e o movimento feminista não existiam na ilha, uma vez que a ignorância levou à invisibilidade das mulheres na história.



tgj / lbl / cc

 

 

https://www.prensalatina.com.br/index.php?o=rn&id=28066&SEO=projeto-todas-resgata-memoria-historica-de-feministas-em-cuba