Author`s name Timothy Bancroft-Hinchey

O quase nonagenário time Portuguesa recebe o Pravda em Sampa

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE DESPORTOS.

O Alfredo Luiz Filho responsável pela Assessoria de Imprensa e Fábio Porto V. Guerreiro, o Gerente de Marketing da Associação Portuguesa de Desportos de São Paulo, receberam o correspondente PRAVDA no Estádio Dr. Oswaldo Teixeira Duarte (Canindé) na sexta 17 de abril no eixo das três da tarde.

Como lotação para 27 mil pessoas, as torres de iluminação feitas de cimento «chutam» os fachos das luminárias nem só para o gramado senão que refletem seu luar num ícone da cidade como o córrego do Tietê tendo na outra beira da Marginal o Expo Center Norte e acima da Avenida Cruzeiro do Sul, quase do lado, a ex Estação Tietê, hoje batizada Portuguesa – Tietê em homenagem ao clube de raízes lusas da gema.

Logo ter vindo do Terminal Rodoviário Portuguesa - Tietê rumo á Estação Armênia, descêramos pelo trevo até a Rua Canindé, continuamos pela Presidente Castelo Branco até a Rua Azurita, no Portão 7. Aí começou nossa visita no Complexo Desportivo da LUSA que acabou com duas fotos no gramado do Estádio,

O PRAVDA agradece o presente da Portuguesa de olho em nosso projeto. Foi uma camisa oficial do time e um chaveiro, tudo numa sacolinha Penalty.

PRAVDA: O que está planejando o clube para comemorar o nonagésimo aniversário? Como nasceu o clube?

LUSA: Em 14 de agosto de 1920, surgia a ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ESPORTES , através da fusão de cinco clubes já existentes: Luzíadas Futebol Club, Associação 5 de Outubro, Esporte Club Lusitano, Associação Atlética Marquês de Pombal e Portugal Marinhense.

O pedido de filiação da Portuguesa à Associação Paulista de Esportes Atléticos (APEA) foi deferido no dia 2 de setembro de 1920, mas como não havia mais tempo para a inscrição no campeonato daquele ano, a Portuguesa fundiu-se ao Mackenzie, já inscrito, e participaram juntos do campeonato de 1920.
A Associação Atlética Mackenzie foi o primeiro clube de futebol brasileiro. Fundada em 1898 por estudantes do Mackenzie College, era formada apenas por alunos do colégio. A Portuguesa-Mackenzie disputou os certames pela APEA até 1922.

Em 1923, a Associação Portuguesa de Esportes desligou-se do parceiro e passou a disputar jogos com sua nova denominação. Foi em 1940 que o clube recebeu o atual nome ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE DESPORTOS , com sede da Rua Cesário Ramalho.


Primeira Fase – Cambuci

Em 1922 com a compra de instalações da Praça de Esportes União Artística Recreativa Cambuci, inaugurada solenemente em 25 de janeiro de 1925, onde, em 1926, iriam ser travadas as primeiras batalhas esportivas. Em 1926 também, aconteceu no Campo do Cambuci a primeira festa junina, na época Festa Joanina em razão de ser promovida apenas na noite de São João. Em 1957, já como Festa Junina, levando referência também a Santo Antônio e São Pedro, os festejos passaram em definitivo para o Canindé onde fazem sucesso até hoje.
Segunda Fase – São Bento
Iniciada com a compra de um terreno na Avenida Tereza Cristina, no bairro do Ipiranga, em 1929. No 9º aniversário do Clube.
Em seguida o time fixou sede no tradicional Largo de São Bento, vivendo nesta fase dias de muitas glórias dentre as quais inclui-se a conquista do título Tri-Fita Azul do futebol brasileiro. A Fita Azul era um troféu entregue pelo jornal A Gazeta Esportiva ao time brasileiro que conquistasse invicto, dez jogos fora do país.

Terceira Fase – Canindé
A partir da gestão de Luiz Portes Monteiro em 1956, a Portuguesa adquiriu o atual espaço do Canindé, local que havia sido usado pelo São Paulo Futebol Clube e vendido a família Whadi Sadi.

PRAVDA: Como time de raízes lusas, os membros da Diretoria devem ser portugueses?

LUSA: Não necessariamente, mas geralmente são.

PRAVDA: Qual foi a data de inauguração do Estádio Canindé? Por quê foi batizado com esse nome? Está numa fase de aprimoramento?

LUSA: O estádio do Canindé foi inaugurado no dia 9 de janeiro de 1972. O nome de batismo não é esse. Canindé apenas um apelido, já que fica localizado no bairro Canindé. Assim como por exemplo o estádio do São Paulo, que leva o apelido de Morumbi. O nome de batismo do Canindé é Estádio Dr. Oswaldo Teixeira Duarte. Uma homenagem a um dos principais presidentes do clube, já que ficou no comando durante 10 anos e foi o maior incentivador da construção do estádio. Não só o estádio mas como todo o clube está passando por uma fase de renovação. Obras estruturais estão sendo realizadas e existe a expectativa de todo o estádio ser pintado.

PRAVDA: São Paulo vai ser sede da Taça do Mundo Brasil 2014. Caso Portugal classificar e ficar em Sampa vão realizar gestões para ter a seleção treinando no Canindé?

LUSA: Isso ainda não está definido, mas certamente a Portuguesa se colocará a disposição da Seleção Portuguesa, caso a mesma fique em São Paulo. Recentemente, a Confederação Brasileira de Futebol recebeu um dossiê mostrando toda a estrutura da Portuguesa, que além do estádio do Canindé conta com um Centro de Treinamento há poucos minutos do centro da capital, que conta com pelo menos cinco campos oficiais para treinamento.

PRAVDA: Lembre alguns dos jogadores internacionais que vestiram a camisa da LUSA?

LUSA: A lista de atletas que já defendeu a Seleção Brasileira é extensa. A Portuguesa é um dos clubes que mais cedeu atletas. Dos mais antigos, Djalma Santos é a grande estrela. Defendeu o clube por inúmeros anos até brilhar com a Seleção. Julinho Botelho, Leivinha, Enéas, Denner, Edu Marangon. Rodrigo Fabri, que passou pelo Real Madrid, Zé Maria, que defendeu a Inter de Milão durante anos e retornou ao clube no ano passado, e ainda Zé Roberto, que virou ídolo no Bayern de Munique. Mais recentemente, temos Diogo, no Olympiacos, da Grécia, e Ricardo Oliveira, com passagens no Milan e atualmente no Betis.

PRAVDA: A Associação Portuguesa de Desportos é isso, uma associação que oferece muito lazer para os seus sócios? Número de sócios?

LUSA: A Portuguesa possui um dos parques de lazer mais completos da cidade de São Paulo. Já tivemos 140.000 sócios, sendo o maior do Brasil. Com a nova realidade das cidades grandes brasileiras, estamos com 8.000 sócios ativos. O quadro social é composto por pessoas da região demográfica e da colônia portuguesa.

PRAVDA: Por quê o Complexo Desportivo localiza-se aí? Sampa tem o Bairro Italiano...este é o bairro dos portugueses?

LUSA: Por uma questão histórica. São Paulo é a maior cidade portuguesa fora de Portugal e seus descentes estão espalhados pela Cidade toda. A Zona Norte possui a maior concentração deles e os bairros da Vila Maria e Pari também. Ambos próximos ao Canindé.

PRAVDA: Em alguns países sul-americanos como Uruguai e Argentina, os galegos de Espanha são chamados de «burros» caindo muitas piadas acima deles. Como se sentem os portugueses que também são vítimas das piadas brasileiras? Já é parte do dia-a-dia?

LUSA: Virou uma questão cultural, mas hoje não é considerada uma ofensa e até mesmo os portugueses contam piadas sobre eles.

PRAVDA: Tem muita rivalidade entre os times São Paulo e Palmeiras, também com o Corinthians e o Santos. Qual é o clássico da LUSA em Sampa? No Brasil?

LUSA: Não existe um grande rival, mas todos esses adversários são considerados “Clássicos”.

PRAVDA: Qual é a chance da LUSA no próximo Brasileirão? A estréia é perante...fora do Canindé?

LUSA: O grande objetivo da Portuguesa em 2009 é retornar à Primeira Divisão do futebol brasileiro. O time acabou sendo rebaixado em 2008 mas todo viram como um erro de percurso, já que todos concordaram que a Portuguesa estava jogando muito bem. O Campeonato Paulista desse ano provou que o time tem condições de retornar, já que ficamos em quinto lugar, atrás de Corinthians, São Paulo e Palmeiras e empatados com o Santos. A estreia aconteceu com o Vila Nova, fora do Canindé. Faturamos um empate. E na segunda rodada ganhamos do Fortaleza, dentro do Canindé (2 a 1). Ainda serão mais 36 rodadas pela frente.

PRAVDA: Fica muito difícil encontrar apoios financeiros para a LUSA tendo tantos clubes com fama internacional na cidade de São Paulo? Qual é o orçamento mensal do clube para o 2009?

LUSA: Sim, a dificuldade é muito maior. Não temos os dados financeiros.

PRAVDA: Fala das Categorias de base? Quantos craques surgiram nos últimos anos?

LUSA: O clube é um grande revelador de jogadores. Dos citados na resposta sobre a Seleção, a maioria nasceu aqui na Portuguesa: Djalma Santos, Enéas, Denner, Edu Marangon, Rodrigo Fabri, Zé Maria, Zé Roberto, Diogo, Ricardo Oliveira. E certamente muitos outros virão. O atacante Piraju, o meia Henrique e o volante Guilherme têm tudo para serem os próximos a despontar no futebol nacional.

PRAVDA: Porque um time novo como é o São Caetano tem progredido bastante numa Taça Libertadores e a LUSA bem mais antiga na CBF ainda não conseguiu se aproximar no ambiente internacional?

LUSA: O São Caetano sempre foi um time apoiado pela Prefeitura, com muitos recursos e poucos torcedores. Atualmente a Prefeitura retirou o apoio e eles estão na Segunda Divisão, como nós. Eles tiveram a “sorte” de serem vice-campeões brasileiros quando o regulamento da Libertadores já previa a participação de 5 Clubes por país. A Lusa foi vice campeã em 1996 e não participou pois tinha somente 1 vaga por país, para o campeão nacional.

PRAVDA: Quanto às contratações de jogadores do exterior, os representantes de jogadores ligam para os telefones da LUSA tentando inseri-los no clube? Tem montado alguma parceria com times portugueses como o Benfica, Porto, Sporting Lisboa? Em Sul-America?

LUSA: Não tenho conhecimento sobre as negociações de jogadores, mas não existe nenhuma parceria formal com times de fora.

PRAVDA: Qual é o tratamento que lhe dá a imprensa brasileira, de jeito específico a paulista? A portuguesa?

LUSA: Boa parte da imprensa trata o clube como um time pequeno. Mesmo estando na capital, perto dos outros, a Portuguesa acaba sendo até ignorada. Preferem lembrar do clube quando acontece algo de ruim do que quando o clube alcança algum feito. Para ganhar espaço na mídia é feito um trabalho de divulgação diário sobre as ações do time, seja por informativos ou até com entrevistas em áudio que são enviados para as principais rádios da cidade. Assim, nós estamos conseguindo colocar a Lusa em mais destaque. Mesmo assim, é uma missão complicada.

PRAVDA: Cristiano Ronaldo o melhor jogador do mundo? Deco? Figo ou Eusébio? Descreva cada um deles?

LUSA: Eusébio é o maior de todos os tempos em Portugal. Cristiano Ronaldo é a grande estrela atualmente, assim como já foi Figo. Deco é um jogador abaixo do nível destes dois. Somente um título importante pode tornar a figura de um deles maior do que a de Eusébio.

PRAVDA: Felizes por ter brigado pelo Bronze na Alemanha 2006 com o anfitrião? Quanto teve a ver o Luis Felipe Scolari nesse sucesso?

LUSA: Foi um grande marca para o futebol português e o Felipão ajudou a estreitar os laços entre Brasil-Portugal.

PRAVDA: Fado ou Samba? Tão perto assim do Sambódromo de São Paulo...porque acham que o Carnaval da cidade não estourou quanto o carioca e da Bahia?

Por ser cópia. O nosso carnaval é uma cópia do Rio. O da Bahia é totalmente diferente, mas não tem como fazer aqui. Enquanto isso vamos de frado mesmo.

Fotos: Fábio Porto V. Guerreiro – Gerente de Marketing e Alfredo Luiz Filho Assessoria de Imprensa.

Correspondente PRAVDA.ru

Gustavo Espiñeira

Montevidéu – Uruguai