Author`s name Creator

Bienal de Luanda - “Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz”

 

Bienal de Luanda - “Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz” 

Este ano de 2021, realiza-se a segunda edição da Bienal de Luanda - “Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz”, organizado conjuntamente pela UNESCO, União Africana (UA ) e o Governo de Angola, será realizada em Luanda, Angola, de 4 a 8 de outubro, em formato híbrido, que será transmitido ao vivo de Luanda para todo o mundo, mesclando eventos digitais e físicos.

Participa na implementação do “Plano de Ação para uma Cultura de Paz em África/Make Peace Happen” (Faça Acontecer a Paz) adotado em março de 2013 em Luanda, Angola, durante o Fórum Pan-Africano “Fontes e Recursos para uma Cultura de Paz”.

O programa de cinco dias será organizado em torno dos seguintes eixos:

Diálogo inter-geracional de líderes e jovens

Fóruns temáticos e de melhores práticas

Aliança de Parceiros para uma Cultura de Paz na África

Festival das Culturas

O Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz

A Bienal de Luanda - “Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz” é uma iniciativa conjunta da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), a União Africana (UA) e o Governo de Angola que participa na implementação do “Plano de Ação para uma Cultura de Paz em África / Make Peace Happen” adotado em março de 2013 em Luanda, Angola, durante o Fórum Pan-Africano “Fontes e Recursos para uma Cultura de Paz”. A primeira edição da Bienal decorreu em Luanda em setembro de 2019. A 2ª edição decorrerá de 4 a 8 de outubro de 2021 em Luanda.

Objetivos Globais

Esta iniciativa reforça a implementação dos Objetivos 16 e 17 da Agenda 2030 das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável e das 7 Aspirações da Agenda 2063 da União Africana, em particular a sua iniciativa "Silenciando as armas até 2033". A Bienal também contribui para a implementação da "Estratégia Operacional para a África Prioritária (2014-2021)" da UNESCO, que visa fornecer respostas africanas às transformações que afetam as economias e sociedades do continente.

Um festival que celebra a diversidade cultural da África

O Festival das Culturas é um espaço de intercâmbio entre as expressões artísticas e culturais, contribuindo para a promoção dos valores africanos de paz e não violência. O objetivo é celebrar a riqueza cultural da África e, ao mesmo tempo, colocar artistas africanos no cenário artístico internacional.

Uma celebração do Tema da União Africana do Ano de 2021

A segunda edição da Bienal de Luanda será uma grande oportunidade para celebrar, no âmbito do Festival das Culturas, o tema da União Africana para 2021, “Arte, Cultura e Património: Alavancas para Construir a África que Queremos” e para ampliar o tema de 2020, "Silenciando as armas na África". Muitos países, em particular da África e das suas diásporas, serão convidados a participar nas festividades.

Apoiando Artistas em toda a África e garantindo o acesso à cultura para todos

O Festival das Culturas é ainda mais importante no contexto de uma pandemia global, onde bilhões de pessoas em todo o mundo estão se voltando para a cultura como uma fonte de consolo e conectividade. A cultura nos torna resilientes e nos dá esperança. Isso nos lembra que não estamos sozinhos. Precisamos apoiar os artistas globalmente e garantir o acesso à cultura para todos. A segunda edição da Bienal enfatizará este aspecto muito importante, no espírito do programa ResiliArt da UNESCO, que destaca e coleta as experiências e vozes de resiliência de artistas - estabelecidos e emergentes - especialmente jovens artistas.

Pravda.Ru

Tradução exclusivo para Pravda.Ru por

Acácio Banja

Fonte: UNESCO

Contacto: jornalpravda@gmail.com

Tópicos