Pravda.ru

Notícias » Cultura


"Dr. Sol"

01.06.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Às 7 horas e sete municípios , digo, às 7 horas e sete minutos , disse Chulé , locutor oficial da Rádio Cachaça, de Certeza, município das Missões, Província de São Pedro do Rio Grande do Sul, comunicamos o falecimento do Dr. Sol , no Hospital Certeza, após tiroteio na Casa Branca. A Casa Branca era um Clube Social e Centro Cultural das Minorias Certesistas, Afastados, Frustrados e Intelectuais pequeno-burgueses, ávidos em receber milionárias heranças de suas famílias ricas , a chamada Aristocracia Rural. O Sinistro, segundo o locutor, deu-se após debate e trocas de ofensas pessoais e palavras de baixo calão proferidas no meio de um entrevero de idéias, entre os dois principais grupos políticos nativos , os Cabritos, do PVJ (Partido da Verdade e da Justiça) e os Cavalos, do PJV (Partido da Justiça e da Verdade). Era segunda-feira, e o Dr. Sol, que não era doutor , mas auxiliar de contabilidade deslocou-se até o escritório de contabilidade A Estrela Dalva, no centro de Certeza. . Certeza estava comemorando seus 27 anos de emancipação político-administrativa de sua nave-mãe,o Município de El Dorado do Norte da América do Sul e das Missões.Conhecido pelo apelido carinhoso de El pelos habitantes locais.O Dr.Sol ,57,foi um dos líderes emancipacionistas de Certeza,tendo inclusive deslocado-se até o Distrito Federal do Planalto Central no episódio conhecido como a Marcha dos Penicos,fato este originado da preocupação exagerada do Dr.Sol pela higiene corporal,assim como pelos seus bons modos,tipo comer sentado á mesa,usando talheres,enfim um excêntrico.

O escritório de contabilidade , A Estrela Dalva , era freqüentado por cabritos e cavalos. Na verdade , o Dr. Sol não se interessava mais pela política, após a marcha dos penicos, pelas piadas, gozações e brincadeiras contadas depois da referida expedição libertária. Mas o Dr. Sol não perdoava o fato de muitas pessoas defecarem no hall de entrada de seu estabelecimento comercial. E nem as charges do Jornal Local. O Jornalista Sombrero Y Alpargatas, que, não era jornalista, mas sim agrimensor, era o proprietário, diretor, editor, jornalista, redator, cronista, poeta e contista do Despertino da Madrugada, como se referia orgulhoso de sua obra. Também não se importava com as calúnias e apelidos ao seu jornal: que era mais conhecido como A Bula, pela economia de espaço e pelo tamanho das letras.

Sombrero Y Alpargatas foi feroz difamador da campanha pela emancipação de Certeza. Sendo até hoje fiel e saudado defensor do Intendente daquela época o General Uva Y Uva, que também não era General, mas sim professor e, segundo dizem pacifista. Uva Y Uva nunca lecionou. Aposentou-se como funcionário de serviços burocráticos da 275 Coordenadoria Regional de Educação. Uma das 22 de Certeza, município de 50 mil habitantes. Curiosamente, aliás, Certeza não era conhecida como uma cidade cultural, mas ao contrário, pelo maior índice de analfabetismo por quilometro quadrado do Hemisfério Ocidental em geral, e do continente das Américas, em particular. Nos seus tempos de intendência Uva Y Uva orgulhava-se de dizer que morava no continente descoberto por Genérico Hospício, primo, de Américo Vespúcio, navegador que descobriu a China e duelou com Genghis Khan. Ao fim de tarde, todos se deslocavam para a Casa Branca, onde a cerveja era gelada e a comida não tinha gosto de barata. Poesias, Charlas, Calúnias e Difamações, bate-boca, frustrações pessoais, sexuais e profissionais, bate-coxa, e galanteios eram os assuntos em voga. Alguns mais polidos tentavam, constrangidos, politizar as questiúnculas Para dar um ar mais cosmopolita á ignorância impregnada nas mentes dos freqüentadores mais assíduos.

Coronéis, loucos, cabos eleitorais pagos, jagunços, bêbados, ladrões, prostitutas e assassinos, enfim, a nata da sociedade certesista invadia a Casa Branca ao entardecer. Certa feita, ao adentrar no local o ex-intendente de EL, o Generalíssimo e Guerreiro-Pacifista Uva Y Uva, surpreendeu-se no outro dia de manhã bem cedo ao ler A Bula e seu Editorial que dava o nome de Crepúsculo dos Deuses ao bordel da Casa Branca, para homenagear a sua estadia. Ao ser inquirido por UvaY Uva , que havia se deslocado secretamente ao local, o jornalista Sombrero Y Alpargatas, tentou justificar o seu puxa-saquismo nojento e doentio dizendo que na verdade estava a fazer uma citação á Wagner, conhecido gaiteiro lá das bandas de Montevidéu.

Os diálogos eram muito curiosos entre os freqüentadores mais conhecidos: É... Só...To em crise, cara ... Sifú.. É, isso aí ... Não dá nada ...Vamo Vê ... Surgiu um comentário. E quando alguém caía na besteira de conversar algum assunto mais sério, a censura era mordaz: Não viaja, Magrão ... Vai carpir um horta ... Que cara pirado ... É louco ... Vai limpar um pátio ... Não tem o que fazer. Enfim, assim ia até o clarear do dia. Mas, aquele dia seria diferente, ou melhor, aquele fim de dia, aquela segunda-feira fatídica. Até parecia premonição, pois o velho e abandonado prédio do cinema O Matuto, ainda exibia um antigo cartão empoleirado. Era o da última sessão, há mais de 10 anos. O filme , um clássico, Zumbi de Romero, que logo embaixo do cartaz da apresentação dizia ..."Quando não há mais lugar no Inferno, os mortos caminham sobre a terra ..." . Os intelectuais e historiadores locais argumentavam, rubros, corados, vermelhos, que o nome do cinema era em homenagem aos Mamutes da Rússia. Mas, todos sabiam que o pintor e letreiro disse, ou deveria dizer , aos espectadores que hoje, no Cinema , tem Matinê.

O Dr. Sol chegou ao Casa Branca por volta das 22 horas. Ao entrar ouviu as gargalhadas, os gritos, alguns trovadores preparando-se á rinha como se fossem galos. Tudo estava em perfeita ordem. A Casa B, Igreja de Todos os Bêbados de Certeza, estava cheia de vida. De um lado como sempre os Cabritos, com algumas vestes de amarelo ouro, sua cor predileta. Do outro os Cavalos com o verde abacate que lhes é característico.

Ele como sempre , deslocou-se até o segundo piso onde os independentes, profissionais, poetas, cronistas, e contistas se reuniam, mantendo-se distante das trocas-de-osso entre os políticos lá de baixo. O que vem de baixo não nos atinge, diziam orgulhosos os empoleirados , como eram chamados. Quando ao ver sentados á sua mesa Sombrero Y Alpargatas e os seus quatro Cavaleiros do Apocalipse, teve um frio na espinha.

Sombrero Y Alpargatas berrou bem alto "Chegou o Cagão". Foi interrompido por um balanço de 45disparado pelo Dr. Sol. Ainda, dizem, que após o jornalista cair desfalecido no chão o Dr. Sol disparou as outras 5 cápsulas em direção á mesa, que um dia foi sua. Mas foi o som de sua queda pelas escadarias a ultimas lembramça, da ultima noite que a Casa Branca abriu as suas portas a público. Agora, é mais um prédio velho e abnadonado cheio de ratos e pulgas, mas que nas noites clareadas pela lua, ainda parecem ser ouvidos sons de gaita e violão, tangos e tragédias, Reformas e Revoluções, guerra e paz. Até o raiar do dia, quando chega o Sol. O Dr. Sol ...

 
7422
Loading. Please wait...

Fotos popular