Pravda.ru

Notícias » Brasil


Datafolha confirma favoritismo de Lula

23.02.2006 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Pesquisa Datafolha publicada nesta quarta-feira (22) pela Folha de S.Paulo confirmou o que o levantamento da CNT/Sensus já havia detectado na última semana: Lula voltou a recuperar seu favoritismo e derrotaria todos os seus concorrentes em dois turnos se as eleições presidenciais fossem hoje.

No primeiro turno, o presidente teria 39% das intenções de voto, contra 31% do tucano José Serra, em um cenário que inclui como candidato o peemedebista Antony Garotinho, com 8%. Na pesquisa anterior feita pelo Datafolha há três semanas, Lula e Serra empatavam no primeiro turno.

No segundo turno, os resultados também se reverteram: Lula agora vence Serra por 48% a 43%. No levantamento anterior, o tucano batia o presidente por 49% a 41%.

O governador paulista, Geraldo Alckmin, seria hoje derrotado por 53% a 35% no segundo turno. A vantagem de Lula sobre Alckmin no primeiro turno, que havia chegado a oito pontos percentuais em dezembro, é agora de 43% a 17% das intenções de voto.

Na pesquisa de intenção de voto espontânea, Lula subiu de 23% das preferências para 30%, contra 11% de Serra (que tinha 9%) e 4% de Alckmin (que manteve o índice). Em março de 1998, às vésperas da campanha eleitoral, o então presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) atingia apenas 19% das intenções de voto.

Mais ricos Além de ter desempenho muito superior entre as classes mais pobres, o presidente agora dobrou sua votação entre os entrevistados que ganham mais de dez salários mínimos (R$ 3.000). Há três semanas, a vantagem do tucano nesta faixa de renda era de 33 pontos perentuais (49% a 16%). Agora, essa vantagem despencou para apenas 4 pontos (35% a 31%).

Com Alckmin, deu-se o mesmo. Nesta faixa de renda, o governador, há três semanas, venceria Lula por 45% a 15%. Hoje, a vantagem caiu de 36% a 30%.

Imagem pessoal A imagem pessoal do presidente teve uma forte melhora. O desempenho de Lula é tido hoje como ótimo ou bom por 53% dos eleitores. Na última pesquisa Datafolha em que este quesito foi analisado, em outubro de 2005, o índice era de 40%.

O índice geral de avaliação - a diferença entre "ótimos" e "péssimos" - subiu nesses meses de 20 para 39 pontos positivos. Em outubro passado, essa diferença era igual a zero.

Governo Segundo o Datafolha, 37% dos eleitores consideram o governo ótimo ou bom; 39% acham que é regular; e 22% consideram ruim ou péssimo. Os números se mantiveram praticamente inalterados em relação à pesquisa anterior do instituto.

O sentimento de otimismo com a economia cresceu em relação ao último levantamento do Datafolha sobre o tema, em meados de 2005. Mais eleitores consideram que a inflação cairá, que haverá mais emprego e consumo.

A pesquisa Datafolha foi realizada nos dias 20 e 21 de fevereiro. Foram entrevistadas 2.651 pessoas em 164 cidades de todos os Estados do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

PT

 
3089
Loading. Please wait...

Fotos popular