Pravda.ru

Notícias » Angola


ANGOLA OCUPA LUGAR DE DESTAQUE NA POLÍTICA EXTERNA RUSSA

14.11.2005 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

“É com grande satisfação que constatamos a identidade ou a proximidade das posições dos nossos dois países relativamente aos problemas chave da actualidade”, declarou o governante russo durante a cerimónia solene comemorativa do 30 aniversário da proclamação da independência de Angola e do estabelecimento das relações diplomáticas entre ambos estados.

Por sua vez, o Embaixador de Angola na Rússia, general Roberto Leal Monteiro “Ngongo” enalteceu o papel desempenhado pela ex-União Soviética, de que a Rússia é herdeira, nos areópagos internacionais, quando em 1960 por sua iniciativa fez aprovar nas Nações Unidas a declaração sobre o direito dos povos sob o jugo colonial a autodeterminação e independência e o apoio subsequente que prestou à luta de libertação do povo angolano, com principal incidência no fornecimento de equipamento militar para a guerrilha e na formação de quadros.

O diplomata angolano enfatizou que Angola jamais esquecerá o contributo do povo e do governo da Rússia em todas as fases da construção da Nação angolana e que espera contar ainda com a colaboração deste país amigo para enfrentar os vários desafios políticos, económicos, sociais e culturais que tem pela frente, com o nobre propósito de atribuir a cada cidadão angolano um lugar condigno na sociedade.

No acto registaram-se também intervenções do decano dos embaixadores africanos acreditados neste país do Leste europeu, o embaixador dos Camarões, Andre Ngongang Ouandji, do presidente do grupo de contacto com os parlamentos africanos da Duma de Estado (câmara baixa do parlamento russo), Vladimir Vassiliev, e do presidente da União de veteranos russos que prestaram serviço em Angola, Vladimir Sagatchko.

A cerimónia comemorativa central dos 30 anos da independência de Angola na Federação da Rússia envolveu uma sessão artístico-cultural animada pelo conjunto folclórico russo “Gornitsa” e pelo grupo de dança “Os Muangolé” , formado por estudantes angolanos da Universidade de Amizade entre os Povos (ex Patrice Lumumba).

Ainda ontem em Moscovo, foi inaugurada a amostra pictórica itinerante “Exposição das Exposições – A Arte Unindo os Povos”, que reúne quadros, esculturas e tecelagens de vários artistas plásticos angolanos e russos, tendo como comissários o historiador e crítico de arte Adriano Mixinge e o jornalista Tó Bragança, adidos culturais das embaixadas de Angola em França e na Rússia, respectivamente.

A amostra constitui uma síntese das exposições de artes plásticas organizadas anualmente pela Embaixada de Angola na Rússia nos últimos 5 anos, incorporando obras dos angolanos Álvaro Macieira, Van, Jorge Gumbe, Kidá, Vitó, Gonga, Marcela Costa, Etona, Fineza Teta, Álvaro Cardoso e João Inglês, e dos russos Viktor Razgulin e Liudmila Varlamova.

No âmbito do programa “Angola – 30 Anos” a comunidade angolana em Moscovo realiza hoje, Sábado, um espectáculo músico-culural seguido de baile denominado “Kizomba da Dipanda”, algo que ocorre igualmente nas cidades de Voronej, Rostov-na-Danú, Ivanova, São Petersburgo, Ufá e na urbe ucraniana de Dniepropetrovsky.

Outrossim, na Quarta-feira, 16, a Embaixada de Angola na Rússia promove uma palestra sobre o tema “Artes plásticas angolanas: História, Identidade e Universalismo”, que terá como orador Adriano Mixinge.

A realização no dia 18, Sexta-feira, da segunda edição do Torneio Internacional de Xadrez “Samanyonga” (Pensador) marca o encerramento das jornadas comemorativas do 30 aniversário da independência de Angola na Rússia e noutros países da Comunidade de Estados Independentes (CEI).

Tó BRAGANÇA Adido Cultural e de Imprensa Embaixada de Angola em Moscovo

 
3769
Loading. Please wait...

Fotos popular