Pravda.ru

Negόcios

Retomada das negociações pós-Brexit marca semana do Reino Unido

25.10.2020
 
Retomada das negociações pós-Brexit marca semana do Reino Unido. 34227.jpeg

Retomada das negociações pós-Brexit marca semana do Reino Unido

Londres, 24 out (Prensa Latina) A retomada das negociações do acordo comercial pós-Brexit com a União Europeia (UE), após vários dias de incertezas, marcou o cenário noticioso no Reino Unido na semana que termina hoje.

 

As negociações estavam prestes a terminar depois que o primeiro-ministro britânico Boris Johnson disse que não voltaria à mesa de negociações, a menos que o bloco europeu mudasse de posição e assumisse que o eventual pacto deveria respeitar a soberania. do Reino Unido, e que ambas as partes, e não apenas Londres, devem fazer concessões.

Depois de vários dias de alongamento e encolhimento de ambos os lados, e um telefonema entre o negociador-chefe da UE, Michel Barnier, e seu homólogo britânico, David Frost, na quarta-feira passada foi anunciada a retomada das negociações e que seria negociada Todos treinam para tentar selar o acordo de livre comércio antes do próximo dia 31 de dezembro, quando termina o período de transição do Brexit.

'Todos os dias contam', disse Barnier ao chegar a esta capital na quinta-feira, enquanto a ministra britânica de Comércio Internacional, Liz Truss, disse ontem que o pacto 'ainda pode ser alcançado'.

O Reino Unido deixou a UE em 31 de janeiro como parte do processo Brexit, mas ambos deram a si próprios 11 meses para negociar os termos de sua futura relação comercial.

Depois de nove rodadas de negociações bilaterais e dois meses após o término do chamado período de transição, as negociações estão paralisadas devido a divergências sobre as cotas de pesca e as leis para resolver disputas e evitar a concorrência desleal.

Apesar de concordar em voltar à mesa de negociações, o governo britânico alertou que não haverá acordo até que todas essas questões sejam resolvidas, por isso não descartou que o Reino Unido encerre o período de transição para o 'estilo australiano', eufemismo usado por Johnson para se referir a um divórcio em más condições com Bruxelas.

É fundamental que as empresas, transportadoras e viajantes britânicos se preparem ativamente para o fim do período de transição, pois haverá mudanças, haja acordo ou não, advertiu o gabinete do primeiro-ministro em comunicado.

Se um pacto não for selado antes do final do ano, ambas as partes terão que respeitar as regras da Organização Mundial do Comércio, o que implica a aplicação de tarifas e controles alfandegários para mercadorias britânicas que entram na zona europeia, e vice-versa.

Um divórcio ruim após 47 anos de aliança deve interromper as operações de manufatura, varejo e agricultura no Reino Unido, bem como levar à escassez de alimentos e medicamentos e até mesmo à desordem pública.

ga / nm/bj

 

https://www.prensalatina.com.br/index.php?o=rn&id=35450&SEO=retomada-das-negociacoes-pos-brexit-marca-semana-do-reino-unido

 


Fotos popular