Pravda.ru

Mundo

A Satânica Igreja Católica Apostólica Romana em limbo

08.03.2009
 
A Satânica Igreja Católica Apostólica Romana em limbo

Brasil - Médicos realizam operação para salvar a vida de uma menina de nove anos, barbaramente estuprada e grávida de gêmeos. Bispo de Recife e Olinda excomunga a menina, mas não o monstro que a violou. No Dia Internacional da Mulher, como a Igreja Católica consegue justificar outra tomada de posição Medieval, divorciando o Vaticano dos corações e mentes da Humanidade, fazendo mais danos à Igreja do que o próprio Satanás? É essa a proteção que esta “igreja” providencia para esta criança?

Dom José Carlos Sobrinho, bispo de Recife e Olinda, excomungou a menina de 9 anos, sua mãe e os médicos que realizaram a operação para salvar a sua vida, mas não o monstro do padrasto que a violou e violentou, alegando que o aborto é um pecado pior que estupro. Mais, este não foi um capricho de uma antiquado octogenário escondendo-se atrás das suas vestes, mais próximo ao túmulo do que à vida… Foi uma decisão ponderada, enviada ao Vaticano e aprovada. Para aqueles que tinham sérias dúvidas quanto à capacidade de Ratzinger para administrar a Igreja, eis a confirmação.

Numa altura em que a Igreja Católica deveria estar a proporcionar uma rede de protecção maior do que nunca para abrigar o número crescente de pessoas afectadas pela crise do modelo económico capitalista-monetarista-liberal, numa altura em que milhões de pessoas estão perdendo seus empregos ou casas ou futuros ou esperanças ou todos estes, o que é que a Igreja está a fazer? Fornecer a lenha para seu próprio Auto da Fé.

E o que a Igreja Católica faz para a jovem que foi a vítima da mais hedionda barbaridade nos últimos três anos da sua infeliz vida, repetidamente violada pelo satânico padrasto (onde estava a mãe durante todo esse tempo?), desde que ela tinha seis anos de idade? Excomunga-a.

Ora bem, se esta é a posição da Igreja Católica, então esta indefesa menina está muito melhor sem ela. Ela vai encontrar uma série de igrejas, desde evangélicas, igrejas protestantes, à Igreja Anglicana, até a Igreja Ortodoxa, prontos para acolhê-la de braços abertos, prontos para confortá-la e de prestar assistência, companheirismo e compreensão, igrejas onde ela poderá receber sem qualquer questão o dom da comunhão, felizmente e Graças a Deus fora da “igreja” coração de pedra, gelada, frígida Católica que virou-lhe as costas numa altura em que ela precisava de ternura, compaixão, abrigo, auxílio, calor… E assim o êxodo vai continuar até que a Igreja Católica, se encontra banhada na naftalina que permeia através das suas congregações octogenárias e nonagenárias.

A “igreja” excomunga a menina mas colectivamente a Humanidade excomunga esta “igreja”, que é tão perto de Cristo como Satanás. É verdade que as missões têm educado milhões de pessoas e é verdade que instituições como a Caritas fazem um trabalho exemplar. É verdade que a Instituição é um navio grande e pesado, difícil de navegar em todos os mares e aguentar todas as marés, e que tem de ter muito cuidado antes de tomar decisões radicais.

No entanto, a questão fundamental colocada hoje, no Dia Internacional da Mulher, quando uma menina de 9 anos de idade foi estuprada, feita grávida contra a vontade dela, sujeitada à mais profunda de violações de qualquer mulher - que é o aborto e, em seguida, excomungada, é a seguinte: o Cristo teria excomungado a menina, ou a Igreja Católica Apostólica Romana de hoje?

Eu sei a resposta a essa questão e sem dúvida sabe-a também o resto da Humanidade. Excepto, talvez, Ratzinger e suas legiões de Baal, que fazem mais danos à Igreja do que o próprio Satanás.

Timothy BANCROFT-HINCHEY

PRAVDA.Ru


Loading. Please wait...

Fotos popular