Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Belém completa 394 anos

13.01.2010
 
Pages: 12


Comidas típicas


A cidade também é famosa pelas comidas típicas como o pato no tucupi, tacacá e maniçoba.
O pato no tucupi é o prato mais famoso de Belém. Consiste num pato assado no forno com tucupi (suco de uma espécie de mandioca fervido com alho e chicória) adicionado com folhas de jambu (planta da Amazônia) cozidas.
Inventado pelos índios, o tacacá é uma sopa preparada com tucupi, camarões secos, goma (minguau de mandioca) e jambu. É encontrado nas barracas das "tacacazeiras" localizadas nas esquinas de Belém.
A maniçoba é feita de folhas de mandioca moídas e cozidas por oito dias. No quarto dia, ganha chouriço, toucinho e charque.


- Frutos regionais
Cupuaçu, castanha do pará e açaí tornaram-se famosos que deixaram a cidade para serem saboreados em outras regiões.
Com seis a dez metros de altura, a fruteira de cupuaçu é típica da Amazônia e dá frutos em forma de cilindro de casca dura. No interior, sementes grandes recobertas com uma massa espessa de cheiro agridoce. Geléias, doces, sucos, licores e recheios podem ser feitos a base da fruta.
A Castanha do Pará é um dos principais produtos exportados do Pará. É usada para fazer confeitos, sorvetes, recheios, balas e coberturas de bolo. Quando fresca fornece um leite usado para preparar pratos típicos da região.
E o açaí é fruto do açaizeiro, árvore característica da Amazônia que produz cachos com dezenas de frutos redondos de cor roxa. Pode ser bebido gelado com açúcar ou não, acompanhado de farinha d'água ou tapioca, entre outros condimentos. Em Belém, é vendido em postos onde tem pendurada uma bandeira vermelha escrito o nome da fruta em branco.


- Folclore
Seu folclore é único e muito valorizado pela população. É originário dos índios e dos caboclos amazônicos. Um dos ritmos mais conhecidos é o carimbó e o folguedo mais popular é o boi-bumbá.
O carimbó é uma dança africana marcada pelo atabaque (tambor africano). Os pares dançam soltos e o cavalheiro é quem comanda os passos seguido pela dama. Sua característica principal é marcação do ritmo com a perna direita e arrastando a perna esquerda. Os braços ficam elevados, acompanhando o gingado do corpo.


Emoção e fé
O círio de Nossa Senhora de Nazaré é a manifestação religiosa mais importante de Belém, sendo comemorada na cidade há mais de dois séculos.
Atraindo pessoas de vários estados do país, o Círio é sempre realizado no segundo domingo de outubro e dura quinze dias, em média.
Na manhã de sábado que antecede o evento, acontece a Romaria Fluvial do Círio com um barco que leva a imagem de Nossa Senhora de Nazaré até o Porto de Belém.
À noite, a imagem é levada até a Catedral Metropolitana de Belém para seguir, no domingo, pelas principais ruas da cidade, totalizando um percurso de 3 Km.
Acompanhada por cerca de 2 milhão de fiéis, a imagem é carregada numa berlinda ricamente ornada, sendo conduzida até o destino final que é a Basílica de Nazaré.
Nas ruas, crianças vestidas de anjos e pessoas pagando promessas fazem parte da procissão mais contagiante a qual Belém todos os anos assiste.


Futebol
Os principais clubes de futebol são Clube do Remo e Paysandu Sport Club, conhecidos por sua rivalidade. Outro tradicional clube de futebol do Pará é a Tuna Luso Brasileira, fundada pela comunidade portuguesa de Belém. Também existem outros grupos menores que disputam o campeonato, como o Abaeté Futebol Clube, o Clube Municipal Ananindeua o Águia de Marabá Clube, e o Castanhal Esporte Clube .
Remo contra Paysandu é o clássico da cidade de Belém, conhecido como Re-Pa: estes dois clubes se confrontam desde 10 de junho de 1914 (Remo 2 a 1) . Nenhum outro clássico do Brasil foi jogado tantas vezes quanto este, com quase 700 edições, e é considerado o maior clássico da região Norte do Brasil.
Segundo o arquiteto do estádio Mangueirão, o estádio em si precisaria apenas de pequenos ajustes para receber a Copa do Mundo de 2014. A arena teve uma ampla reforma concluída em 2002, que seria um ponto forte para atender as exigências da Fifa. Um ponto fraco seria a dificuldade de acesso.


*Fontes: (Dados do IBGE – 2008/ Livro – Belém, Uma História Que Queremos Contar/ Belém da memória: história da capital do estado do Pará – Interfaces Cultural)

Pages: 12

Fotos popular