Pravda.ru

Ciência

Estudo inédito sobre indústria criativa

27.05.2008
 
Pages: 12

Na economia fluminense, foram encontrados 248 mil trabalhadores vinculados às atividades relacionadas e 451 mil nas de apoio, representando parcelas de 7,3% e de 13,4% do mercado de trabalho total.

Os dados, extraídos da RAIS e elaborados pela diretoria de Desenvolvimento Econômico do Sistema Firjan, revelam que as microempresas – com menos de 20 empregados – predominam na cadeia criativa em todo o país e também no estado. Do total de 2,834 milhões de estabelecimentos nacionais, 920 mil pertenciam ao setor, sendo que as microempresas detinham parcela próxima a 90% do total. Padrão semelhante se repete no Estado do Rio de Janeiro.

Geração de renda

Os trabalhadores do núcleo da cadeia criativa brasileira, a exemplo do que ocorre em outras partes do mundo, são mais bem remunerados do que a média nacional, em decorrência do alto valor agregado da atividade que exige, na maioria das vezes, grau mais elevado de instrução.

A renda média mensal do núcleo foi de R$ 1.666,00, 42% superior à média de R$ 1.170,00 dos trabalhadores formais do país. No Rio de Janeiro, os valores são maiores: a renda média do núcleo foi de R$ 2.182,00, 64% acima da média fluminense de R$ 1.330,00.

Em termos de país, a renda média nacional nas atividades relacionadas e de apoio ficou em R$ 757,00 e R$ 842,68, respectivamente. No Rio de Janeiro, os salários médios também foram superiores aos pagos no país, ou seja, R$ 777,78 e R$ 950,00, pela ordem.

Perfil das empresas da indústria criativa

As microempresas, maioria no núcleo da cadeia criativa, empregaram em média 12,2 trabalhadores por estabelecimento. Do total de 52,3 mil empresas que atuavam no núcleo da cadeia criativa nacional em 2006, 87,6% do quadro de pessoal delas acusavam menos de 20 pessoas. Condições semelhantes foram encontradas no estado que apresentou 14,7 empregados por empresa fluminense pertencente ao núcleo, sendo que 85,5% dos estabelecimentos empregavam menos de 20 trabalhadores.

Nas atividades relacionadas as características são bem parecidas. A média é de 8,3% empregados por empresa no país, sendo que 92% das companhias apresentavam menos de 20 empregados. Nas atividades de apoio, a média nacional foi de 7,9 trabalhadores em cada empresa, estando 93,4% deles em estabelecimentos com menos de 20 empregados.

O mesmo perfil seguem as empresas fluminenses, com a média de 14,7 empregados no núcleo, de 8,47 nas atividades relacionadas e de 8,17 nas de apoio, em um total respectivo de 5,59 mil, 29,22 mil e 55,14 mil estabelecimentos, a maior parte deles formada por microempresas.

Setores líderes

No Brasil, a liderança da indústria criativa cabe às áreas de arquitetura, moda e design. Juntas respondem por 82,8% do mercado de trabalho criativo, por 82,5% das empresas e por 73,9% da massa salarial. A renda do trabalho de cada uma delas, pela ordem, é de R$ 2,642 bilhões, R$ 1,513 bilhão e R$ 812,1 milhões. O salário médio nacional do núcleo correspondeu a R$ 1.666,00, 42% superior à média de R$ 1.170,00 dos trabalhadores formais do país.

Os dados relativos à cadeia criativa fluminense seguem o padrão nacional. Também são os três setores – arquitetura, moda e design – que reúnem o maior número de empresas e postos de trabalho. Mas em relação à renda do trabalho per capita fluminense, de R$ 1.330,00, em média, superior à nacional, destaca-se o setor de televisão, por conta da presença de grandes emissoras e produtoras no estado. Também a renda média do núcleo, de R$ 2.182,00, ficou 64% acima da média fluminense. Em comparação aos demais estados brasileiros, o trabalhador do núcleo da indústria do Estado do Rio de Janeiro é o mais bem remunerado.

Artes visuais e software são outros setores que também se sobressaem e completam a lista de categorias com maior renda per capita, indicando a força das atividades tanto de cultura quanto de tecnologia da informação no Rio de Janeiro. O setor de televisão é o que tinha, em 2006, a renda per capita mais elevada: R$ 3.172,00, seguindo-se artes visuais com R$ 2.461,00 e software com R$ 1.921,00.

SISTEMA FIRJAN – www.firjan.org.br

Pages: 12

Fotos popular