Cuba: 2 milhões de celulares em 2013

Cuba espera contar com dois milhões de linhas de telefonia celular para fins deste ano, segundo informou uma executiva da Empresa Nacional das Telecomunicações (Etecsa).


A diretora central de Serviços de Telefonia Móvel da Etecsa, Hilda Arias, disse numa mesa-redonda, transmitida na televisão cubana, na quinta-feira, 20 de junho, que nos próximos cinco anos esse número deverá elevar-se até quatro milhões.

A funcionária precisou que, neste momento, 62% do total de linhas disponíveis no país correspondem a esta tecnologia.


  Em 30 de junho de 2010 as linhas de aparelhos celulares eram de apenas um milhão em Cuba e atualmente ultrapassam 1,75 milhão.
  Não obstante, Arias indicou que ainda que em nível mundial a tendência seja à diminuição, no que corresponde à telefonia fixa, em Cuba mantém um ritmo discreto de crescimento desta.

  A estratégia geral da Etecsa é continuar realizando ações comerciais para facilitar o acesso a este serviço, para o qual, contudo, se requerem investimentos altamente custosos, em divisas conversíveis.

  De acordo com a executiva, estes esforços são necessários para elevar a capacidade, a fim de que, ao mesmo tempo, se possa manipular o tráfico existente, sem afetar a qualidade.

  Entre as ações realizadas até agora citou a redução do preço por este serviço e o estabelecimento da modalidade de "quem chamar, paga".

  Em 2008, o preço de uma linha era de 111 CUCs (US$ 110), mas agora neste momento apenas chega a 30 CUCs.

  "Não obstante, o bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto a Cuba encarece os custos das partes e peças importadas, assim como também dilata os tempos de aquisição dos recursos", precisou a diretora central Comercial e de Mercadotecnia da Etecsa, Tania Velázquez.

 O diretor de Programas Estratégicos da entidade, Jorge Legrá, reiterou que constitui uma estratégia do setor o incremento dos serviços de Internet à população. Nesse sentido, lembrou que também se inclui nos planos a adoção de outras modalidades que permitam as conexões WI-FI (conexão sem fios) e o acesso à Internet a partir de um telefone celular. A Etecsa trabalha, ainda, para que de forma paulatina, a partir do próximo ano, através da telefonia móvel possam ser pagos vários serviços e se estabeleça a recepção de dados.

 Apesar da insatisfação da população em relação com os serviços das telecomunicações, os diretivos ratificaram que é uma prioridade conseguir uma gestão efetiva que satisfaça as necessidades de seus usuários. (Com informação das agências Prensa Latina e de Informação Nacional).


http://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=6275d7071d005260ab9d0766d6df1145&cod=11803

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter

Author`s name: Pravda.Ru Jornal