Author`s name Pravda.ru

Natascha Kampusch quer morar na casa onde foi mantida em cativeiro

A jovem austríaca que foi mantida em cativeiro por oito anos e meio disse que gostaria de voltar a morar na casa onde ficou trancada.

Em entrevista ao jornal austríaco Kurier, Natascha Kampusch, que conseguiu fugir em 23 de agosto, afirmou que deseja possuir a residência para que "as pessoas não a transformem em algo esquisito, um tipo de lugar de peregrinação onde se possa comprar cinzeiros e canecas".

 Kampusch disse que permitiria que a mãe do seqüestrador morasse também na casa, situada em bairro pacato de Viena.


Na edição da última quinta-feira da revista alemã Stern, uma reportagem afirma que Piklopil tinha ligação com a produção de fotos e vídeos sadomasoquistas, e que Natascha teria sido forçada a participar de alguns desses filmes.

 De acordo com a revista, a polícia apreendeu um computador do seqüestrador, onde foram encontrados os vídeos e fotos.

Subscrever Pravda Telegram channel, Facebook, Twitter

Author`s name: Pravda.Ru Jornal