Pravda.ru

Notícias » Sociedade


Obra proibida de Herberto Helder reeditada pela primeira vez

01.06.2020 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Obra proibida de Herberto Helder reeditada pela primeira vez. 33331.jpeg

Obra proibida de Herberto Helder reeditada pela primeira vez     
    

Apresentação do Rosto foi originalmente publicado em 1968. Quase todos os exemplares foram imediatamente destruídos pela PIDE.     
    

Apresentação do Rosto foi publicado pela Editora Ulisseia em Maio de 1968, nunca tendo sido reeditado pelo autor. Vários fragmentos foram integrados, com maior ou menor trabalho de reescrita, em obras posteriores: Os Passos em Volta (a partir da 3.ª edição, de 1970), Vocação Animal (1971), Retrato em Movimento (versões incluídas nas edições de 1973 e 1981 de Poesia Toda), Photomaton & Vox (1979) e Do Mundo (1994).

A presente edição, feita por iniciativa de Olga Lima, viúva de Herberto Helder, segue o texto da publicação original, corrigindo diversos lapsos e erros tipográficos assinalados pelo autor num exemplar de trabalho; não foram tomadas em conta as restantes anotações, cortes e sinais que constam desse exemplar, por não estabelecerem claramente uma nova organização do livro, indicando apenas hipóteses de alteração textual ou as referidas deslocações de fragmentos para outras obras do autor.

Esta edição da Porto Editora foi revista por Luis Manuel Gaspar e estará disponível nas livrarias a partir de 4 de junho.


SOBRE O LIVRO
Título: Apresentação do Rosto
Autor: Herberto Helder
Págs.: 216
PVP: 19,90€


SOBRE O AUTOR

© Joaquim Barbosa    Herberto Helder
Nasceu em 1930 no Funchal. Em 1948 matriculou-se em Direito, mas cedo abandonou esse curso para se inscrever em Filologia Românica, que frequentou durante três anos. Teve inúmeros trabalhos e colaborou em vários periódicos como A Briosa, Renhau-nhau, Búzio, Folhas de Poesia, Graal, Cadernos do Meio-dia, Pirâmide, Távola Redonda, Jornal de Letras e Artes. Em 1969, trabalhou como diretor literário da editorial Estampa. Viajou pela Bélgica, Holanda, Dinamarca e, em 1971, partiu para África, onde fez uma série de reportagens para a revista Notícias. Em 1994, foi-lhe atribuído o Prémio Pessoa, que recusou. Faleceu em Cascais, a 23 de março de 2015, aos 84 anos.

 
2713

Fotos popular