Pravda.ru

Notícias » Ciência


Conselho Municipal de Ambiente vai ser reactivado por proposta do Partido Ecologista Os Verdes

25.02.2020 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Conselho Municipal de Ambiente vai ser reactivado por proposta do Partido Ecologista Os Verdes. 32728.jpeg

Conselho Municipal de Ambiente vai ser reactivado por proposta do Partido Ecologista Os Verdes

A Assembleia Municipal de Lisboa aprovou, por unanimidade, uma recomendação, proposta pelo PEV, referente à “Reactivação do Conselho Municipal de Ambiente” por ser uma estrutura de participação e debate sobre matérias relacionadas com o desenvolvimento sustentável municipal, a qual nunca chegou a funcionar efectivamente desde a sua aprovação em Julho de 2008. Os Verdes pretendem ainda que a CML proceda ao início do processo de revisão e actualização do respectivo regulamento.

No ano em que Lisboa é a Capital Verde Europeia, o PEV apresentou este contributo, como complemento às medidas já previstas, com vista a promover o debate e a participação onde sejam apresentadas medidas e acções concretas para a resolução de problemas relacionados com a mobilidade urbana, os resíduos, a qualidade do ar, a plantação e classificação de árvores, a mitigação e adaptação às alterações climáticas, o amianto, a poluição do ar e sonora, a descontaminação dos solos, os eco-bairros, as coberturas verdes, a erradicação do glifosato, a gestão eficiente do uso da água, a poupança e eficiência energética, entre muitas outros, que ainda persistem na cidade de Lisboa.

Importa frisar que os desafios ambientais são a grande preocupação da humanidade, pelo que as cidades têm de ser cada vez mais sustentáveis e envolver os cidadãos e as organizações de ambiente nas tomadas de decisão.

Por fim, os deputados ecologistas ainda viram ser aprovada, por unanimidade, uma recomendação referente à “Sinalização sonora nos semáforos” que destaca a importância da promoção da acessibilidade pedonal, devendo Lisboa ser uma cidade mais amiga dos cidadãos, nomeadamente dos que têm necessidades especiais, em concreto deficiência visual. Esta proposta pretende que a CML prossiga os esforços para minimizar o risco de insegurança e de atropelamentos, designadamente através da revisão e actualização do Plano de Acessibilidade Pedonal, o aumento de semáforos com sinalização sonora e o alargamento do tempo de sinal verde nos semáforos onde se verifique necessário.

Gabinete de Imprensa do Grupo Municipal do Partido Ecologista Os Verdes
Lisboa, 18 de Fevereiro de 2020

 
2923