Igreja Ortodoxo ataca programas escolares

O Metropolitano Sergiy de Solnechnogorsk, Chefe de Gabinete do Patriarcha de Moscovo, ataca o que ela chama o “ateismo” no sistema educativo russo.

Fala na sequencia de declarações pelo Vice-Chefe de Gabinate do governo russo, Alexei Volin, que disse que a Rússia, sendo um estado multi-étnico e multi-confissional, não deveria concentrar-se só na religião Ortodoxa no ensino, o que seria “perigoso”.

Volin tinha afirmado que se o Estado se concentrasse somente na religião ortodoxa, seria um acto “Medieval”. A resposta da Igreja Ortodoxa da Rússia foi firme: “A rejeição da cultura Ortodoxa como disciplina escolar tem base no ateismo que há muito tempo é opção de indivíduos no governo da Rússia”.

Acrescentou que “todas as pessoas educadas deveriam saber os princípios da cultura Ortodoxa”, admitindo que “em lugares populados por pessoas de outras religiões, a essência das culturas Budista, Islâmica e Judaica poderia ser ensinada.

Timofei BYELO PRAVDA.Ru