Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Argentina iniciará mais uma fase para identificar caídos nas Malvinas

18.03.2021 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Argentina iniciará mais uma fase para identificar caídos nas Malvinas. 35080.jpeg

Argentina iniciará mais uma fase para identificar caídos nas Malvinas

 

Buenos Aires, 18 Mar (Prensa Latina) Argentina e Reino Unido assinarão hoje em Genebra um acordo para uma segunda fase de identificação dos restos mortais dos soldados caídos na Guerra das Malvinas (1982).

 

Esta iniciativa humanitária procura dar respostas às famílias dos soldados que lutaram pela recuperação do exercício da soberania nacional e estão descansando no túmulo múltiplo conhecido como C1 10 no Cemitério Darwin, nas Malvinas, um território em disputa com os britânicos.

A cerimônia será assinada em nome da Argentina por seu embaixador junto às Organizações Internacionais em Genebra, Federico Villegas, na presença do presidente do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, Peter Maurer, e o processo deverá começar em agosto, disse o Ministério das Relações Exteriores em uma nota.

Com esta ação, a Argentina e o Reino Unido confiam ao Comitê, a partir de sua intervenção neutra, a realização das tarefas de esclarecimento da tumba múltipla onde descansam os soldados argentinos caídos em Malvinas, um território usurpado desta nação em 1833.

Durante a cerimônia, será assinado um acordo entre ambas as nações e a Cruz Vermelha que estabelece um novo Plano de Projeto Humanitário com a estrutura legal e todos os detalhes técnicos das tarefas forenses que serão necessárias.

Como explicado pelo Ministério das Relações Exteriores, esta sepultura múltipla havia sido excluída do escopo do Plano de Projeto Humanitário realizado em 2017, pois não se tratava de uma lápide anônima.

A placa colocada em 2004 mencionava o nome do primeiro alferes da Gendarmerie Nacional Julio Ricardo Sánchez, assim como os soldados da força aérea Hector Aguirre, Luis Sevilla e Mario Luna.

Após a coleta de amostras de DNA dos parentes dos três soldados, foi constatado em 2018 que seus restos mortais estavam na verdade em três sepulturas individuais, cuja nomenclatura era Soldado argentino conhecido apenas por Deus.

Diante disso, tornou-se evidente a necessidade de esclarecer a identidade dos restos enterrados no chamado túmulo C1 10, diz a fonte.

Em uma primeira fase, realizada de junho a agosto de 2017 por uma equipe de 14 especialistas, um total de 115 soldados foram identificados através desta iniciativa humanitária.

jf/may/bm

 

 

https://www.prensalatina.com.br/index.php?o=rn&id=39461&SEO=argentina-iniciara-mais-uma-fase-para-identificar-caidos-nas-malvinas

 

 
3209