Grupo russo-português de luta contra o terrorismo

O Primeiro Vice-Ministro dos Negócios Estrangeiros da Federação Russa, Viatcheslav Trubnikov, declarou hoje depois de consultas com o MNE de Portugal, António Martins da Cruz, que a ideia da formação dum grupo anti-terrorista russo-português foi acolhida com interesse em Lisboa.

Portugal está interessado porque tem um grande número de cidadãos das ex-repúblicas soviéticas residentes no país, por isso, tem já uma ligação importante directa com a Rússia e por isso, tem uma interacção significativa com o nosso país.

PRAVDA.Ru