Pravda.ru

Notícias » Mundo


Miguel de Cervantes, uma referência inesgotável e universal

04.10.2020 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Miguel de Cervantes, uma referência inesgotável e universal. 34101.jpeg

Miguel de Cervantes, uma referência inesgotável e universal

Madri (Prensa Latina) 473 anos após o nascimento do romancista, poeta e dramaturgo Miguel de Cervantes, considerado a maior figura da literatura espanhola, diversos especialistas destacam o significado de sua obra mais universal.

O engenhoso cavalheiro Dom Quixote de la Mancha não é apenas a obra-prima da literatura espanhola, mas uma fonte inesgotável de lições de vida; Pois bem, no século XXI, as alusões ao cavaleiro errante continuam a ser recorrentes em todas as artes e em várias esferas acadêmicas.

Várias passagens do romance e o raciocínio de seus protagonistas continuam a iluminar a humanidade quatro séculos depois.

Cervantes já havia cultivado praticamente todos os gêneros literários no final do século XVI, mas com Dom Quixote empreendeu um dos projetos literários mais complexos da história, pois nele introduziu várias inovações, como a de um personagem que se torna outro e o romance dentro a novela.

Com esta obra, o prolífico escritor deu um golpe de misericórdia à literatura cavalheiresca da sua época, resguardada na loucura de Alonso Quijano, um homem de cinquenta anos maltratado que enlouquece pelo consumo excessivo da literatura.

Embora a obra-prima de Cervantes seja Dom Quixote-o livro mais editado e traduzido da história, superado apenas pela Bíblia-, a produção literária do autor vai além, de La Galatea (1585), romance pastoral, ao último conto: As obras de Persiles e Sigismunda, publicadas postumamente, em 1617.

O escritor viveu uma vida precária e difícil porque, embora sua decisão de se estabelecer em Roma em 1569 o tenha ajudado a adquirir um grande conhecimento da literatura italiana, o levou a se tornar um soldado.

Um bacamarte na mão esquerda durante a batalha de Lepanto (1571) paralisou o membro e quando ele voltou para a Espanha, após vários anos de vida de guarnição na Sardenha, Lombardia, Nápoles e Sicília, alguns piratas turcos abordaram seu navio, o prenderam e vendido como escravo em Argel.

Lá permaneceu até que, em 1580, um emissário de sua família conseguiu pagar o resgate exigido pelos captores.

Muitas de suas próprias experiências deram corpo às narrativas, inclusive a posição de curador real da comida, que pousou Cervantes no heterogêneo e pitoresco mundo do campo, que muito bem recriou em sua obra-prima, considerada o primeiro romance moderno.

Várias pessoas se lembram dele nesta terça-feira, em seu aniversário de 473 anos, e compartilham nas redes sociais frases do agudo Dom Quixote e do generoso Sancho Pança, protagonistas de uma das maiores criações do engenho humano.

http://www.patrialatina.com.br/miguel-de-cervantes-uma-referencia-inesgotavel-e-universal/

 

 
3368

Fotos popular