Pravda.ru

Notícias » Mundo


Vale, Uruguai!

03.11.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Numa eleição histórica, o líder Tabare Vazques ficou o primeiro líder da esquerda na história de Uruguai, sendo a primeira vez na história desta nação (170 anos) que um partido não tradicional ganha o sufrágio, custando aos EUA mais um aliado na América Latina.

O líder socialista Tabare Vazquez, do Frente Amplio, foi eleito Presidente do Uruguai no Domingo, com 51% do voto, contra 34% de Jorge Larranaga, do Partido Nacional, conservador. O Frente Amplio é uma coligação de Comunistas, Partidos Moderados e Trotskyistas.

Vazquez é um radiologista que se especializou no tratamento do câncer. Prometeu na sua campanha meteórica renegociar a dívida estrangeira, estender programas da luta contra a pobreza e colocar as relações com os vizinhos latino-americanos acima daquelas com os EUA em termos de importância estratégica. Um terço da população do país se reuniu numa concentração do Frente Amplio, em Montevideo, demonstrando a vontade popular nesta eleição.

Uruguai segue a tendência na região: durante seis anos, governos esquerdistas que desafiaram ou questionaram a política de Washington vieram ao poder no Brasil, em Argentina, Chile, Paraguai e Venezuela. Agora Uruguai se junta ao grupo de países que quer zelar pelos seus interesses antes de se vergarem aos do George Bush na criação duma zona franca a nível continental até 2005.

“Celebrem, uruguaios, celebrem”, foram as primeiras palavras do Presidente Vazquez, frente a uma multidão em êxtase.

A Senadora Marina Arismendi afirmou a PRAVDA.Ru que “Há um governo popular em Uruguai”, que irá tomar posse em Março de 2005. Como prova disso, Presidente Vazquez não desperdiçou tempo em declarar que a prioridade do seu governo será “a luta contra a pobreza e a resolução da crise social do país”.

Cerca de 30% da população de 3,4 milhões vive em condições de pobreza e a taxa de desemprego é quase 15%.

Presidente Vazquez também prometeu reiniciar as relações com Cuba, que foram interrompidas pelo Presidente Jorge Battle em 2000.

Relativamente à dívida externa, Daniel Astori, Ministro da Economia, afirmou em declarações à PRAVDA.Ru que Uruguai irá pedir que os credores estrangeiros renegoceiam a dívida de 13 bilhões de USD, dizendo que “Acreditamos que eles irão entender-nos”.

O antigo líder do grupo da guerrilha Tupamaros, Senador Pepe Mujica, que irá liderar o Ministério da Produção, também falou a PRAVDA.Ru, afirmando que não há possibilidade de ruptura entre a coligação governamental.

“Somos uma força política de 40 anos e estamos a favor de debates internos e acções conjuntas”.

Os uruguaios no estrangeiro voltaram em grande escala para votarem nesta eleição histórica: uns 50.000 que viviam nos países limítrofes, da Argentina (onde residem 300.000 uruguaios), do Brasil e do Chile, foram votar. Um grupo de cidadãos partiu do Brasil, a pé, e gastaram 25 dias até chegarem ao Montevideu, enquanto outro grupo saiu do Chile, de bicicleta, percorrendo uns 1.500 quilómetros.

Hernan ETCHALECO PRAVDA.RU In MONTEVIDEO, URUGUAI

 
3163

Fotos popular