Pravda.ru

Notícias » Mundo


Ordem made in USA para bloquear a milhões em Cuba

03.02.2021 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Ordem made in USA para bloquear a milhões em Cuba. 34848.jpeg

Ordem made in USA para bloquear a milhões em Cuba

Havana, 3 fev (Prensa Latina) A ordem executiva 3447 de Estados Unidos oficializou um dia como hoje de 1962 o bloqueio contra Cuba, depois da expulsão da ilha da Organização de Estados Americanos e durante a Operação Mangosta.

 

Investigações históricas referem que o então presidente John F. Kennedy formalizou com sua assinatura uma medida que, nos fatos, regia ao menos desde o 4 de setembro de 1961, quando o Congresso autorizou o cesse de todo comércio com a ilha.

O ato agudizou a política hostil do governo nórdico contra a Revolução triunfante em 1959, que já tinha enfrentado a coerção econômica e a ruptura por parte de Washington das relações diplomáticas o 3 de janeiro de 1961.

Ademais, o 31 de janeiro de 1962, três dias dantes de formalizar o bloqueio, Washington propiciou que a Organização de Estados Americanos expulsasse a Cuba do organismo e os governos de América Latina, exceto México, rompessem relações com a ilha.

De fato, exatamente um dia após a assinatura de proclama-a 3447, ao redor de um milhão de cubanos aprovaram com vítores e aplausos a Segunda Declaração de Havana, lida pelo líder histórico Fidel Castro e na qual se denuncia a ingerência do imperialismo norte-americano.

Em declarações a Prensa Latina, a doutora em ciências jurídicas Seida Barreira enfatizou que atualmente o núcleo desta política o conformam várias leis, como as Torricelli (1992) e Helms-Burton (1996), que só o Congresso estadunidense pode eliminar.

Nestas legislações se evidência ademais o caráter extraterritorial de um mecanismo que sanciona a terceiros países ou companhias que comercializam com a nação caribenha.

Segundo o ministro de Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, pela primeira vez em quase seis décadas as afetações pelo bloqueio superaram os cinco bilhões de dólares em um ano.

De fato, especialistas coincidem em que a administração anterior de Donald Trump deixou cifras inéditas de danos por essa política punitiva contra Cuba, recrudecida durante a pandemia da Covid-19.

Líderes, políticos e estudiosos do tema afirmaram que isso complica qualquer esforço do atual mandatário, Joe Biden, para retomar a aproximação bilateral iniciado a fins de 2014 por ambos países.

Por outro lado, a comunidade internacional tem exigido em várias ocasiões o cesse do bloqueio e inclusive, representantes de diferentes setores de Estados Unidos têm pedido o fim destas ações coercitivas.

Faz mais de 20 anos as Nações Unidas votam pelo fim dessa política e a fins de 2019, o respaldo mundial atingiu 187 votos a favor, três na contramão e duas abstenções.

mem/idm/glmv

 

https://www.prensalatina.com.br/index.php?o=rn&id=38251&SEO=ordem-made-in-usa-para-bloquear-a-milhoes-em-cuba

 

 
3617