Pravda.ru

Notícias » Desporto


Preços mundiais de alimentos sobem em julho

08.08.2020 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Preços mundiais de alimentos sobem em julho. 33751.jpeg

Preços mundiais de alimentos sobem em julho

Roma, 6 de agosto (Prensa Latina) Pelo segundo mês consecutivo, os preços dos alimentos subiram em julho, em maior medida com óleos vegetais e laticínios, informou a FAO hoje.

 

Em seu relatório mensal, a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) indicou que, no sétimo mês do ano, o índice de preços dos alimentos aumentou 1,2% em comparação a junho e próximo a 1, 0%, comparado a julho de 2019.

O preço dos óleos vegetais aumentou 7,6% desde junho e alcançou o nível mais alto em cinco meses, o que no caso do óleo de palma ocorreu devido a uma provável desaceleração da produção, reativação da demanda mundial de importação e falta prolongada de mão-de-obra migrante.

O índice de preços dos laticínios subiu 3,5% no mesmo mês, um aumento que incluiu todos os produtos, de manteiga e queijo e leite em pó.

Por outro lado, os cereais mantiveram um índice quase inalterado desde junho, embora indique um crescimento acentuado dos preços do milho e do sorgo, motivado, segundo a FAO, pelas compras significativas da China nos Estados Unidos.

Os preços do arroz caíram após as perspectivas de colheitas abundantes em 2020, enquanto as do trigo variaram pouco, atribuíveis à baixa atividade comercial.

O índice de preços do açúcar aumentou 1,4% a mais que em junho e 4,3 a mais que em julho de 2019, o que, segundo a FAO, respondeu ao aumento dos preços da energia, somado às perspectivas de uma redução na produção de açúcar devido a uma seca severa na Tailândia, o segundo maior exportador de doces do mundo.

Por outro lado, os preços da carne caíram 1,8% em julho, o que significa uma média de 9,2% a menos do que o nível alcançado em julho de 2019.

Em suínos e bovinos, a redução é explicada pela demanda mundial por importações abaixo da disponibilidade exportável.

Enquanto isso, os preços da carne de aves se recuperaram após cinco meses de quedas consecutivas, em grande parte devido à redução da produção no Brasil, impulsionada pelos altos custos com rações e preocupações com as perspectivas para o mercado e a demanda futura.

mgt/smp/jcfl

                           

 

https://www.prensalatina.com.br/index.php?o=rn&id=33195&SEO=precos-mundiais-de-alimentos-sobem-em-julho

 

 
3244

Fotos popular