Pravda.ru

Notícias » Negόcios


Verdes Lamentam Passo Atrás na Redução de Material Descartável na Restauração

30.08.2020 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Verdes Lamentam Passo Atrás na Redução de Material Descartável na Restauração. 33887.jpeg

Verdes Lamentam Passo Atrás na Redução de Material Descartável na Restauração

O Partido Ecologista Os Verdes lamenta que o governo adie os prazos definidos para a proibição do uso de loiça descartável na restauração, visto que entre os Resíduos Sólidos Urbanos (RSU), as embalagens assumem um peso bastante significativo na produção total.

Neste quadro, aos resíduos de embalagens deve ser dada uma particular atenção ao nível da sua redução de produção, diminuição de perigosidade, reutilização, recolha seletiva, reciclagem e destino final. infelizmente as metas propostas, em PERSU, não têm sido atingidas, o que demonstra que há ainda um intenso trabalho a realizar, de modo a que sejam garantidos melhores resultados, que traduzam uma realidade de menos resíduos e de melhor tratamento dos mesmos.


Como Os Verdes têm reafirmado, é necessário iniciar o processo de sensibilização dos cidadãos, para o desenvolvimento sustentável. Contudo, os Governos têm demonstrado um alheamento em relação a esta questão na política ambiental e, também, na de resíduos em particular.


Nos meses em que foi recomendado ou determinado o confinamento e em que foi imposto o encerramento temporário de vários espaços da restauração e hotelaria, para evitar a propagação da Covid-19, muitos optaram por vender as refeições para fora, situação que se tem mantido.


Nestas circunstâncias, a criação de mais resíduos tornou-se incontrolável, quer seja através de embalagens para acomodar refeições, quer seja no retorno aos copos de utilização única que voltaram a ser usados para transmitir mais segurança aos consumidores.


Os Verdes têm promovido um trabalho intenso no que respeita à redução de resíduos de embalagens, onde o plástico se assume como uma certa praga que contamina os nossos mares de uma forma que, afetando diretamente os ecossistemas, afeta também os seres humanos e outras espécies.


Depois de aprovado o  Projeto de Lei 581/XIII, do PEV e Publicado com a sua redação final, proibindo a disponibilização de loiça de plástico de utilização única, nas atividades do setor de restauração e/ou bebidas e no comércio a retalho, com entrada em vigor a 2 de setembro, Os Verdes consideram esta decisão um retrocesso na conquista de uma maior consciencialização para a utilização de loiças e talheres que podem ser lavados e reutilizados em vez de material descartável.


Dado o prolongamento da propagação do vírus e a necessidade de medidas de combate ao mesmo, Os Verdes propuseram em sede de Orçamento Suplementar para 2020 que fosse criada uma linha de apoio para a garantia da higienização adequada de material para a restauração e hotelaria, suprindo assim a necessidade de uso de material descartável, lamentavelmente esta medida não teve acolhimento nem por parte de PS nem do PSD.


     O Partido Ecologista Os Verdes propôs também que fosse autorizada a utilização de embalagens reutilizáveis, que os consumidores levassem de suas casas, para transportarem alimentos adquiridos no serviço takeway, de modo a que se evitasse a produção de mais materiais descartáveis e se cumprisse a política dos 3 «R», prática que poderá  ser adotada no regresso às aulas, dado que algumas escolas ponderam optar pelo serviço de takeway nas suas cantinas.

O Partido Ecologista Os Verdes

http://www.osverdes.pt/pages/posts/verdes-lamentam-passo-atras-na-reducao-de-material-descartavel-na-restauracao-11201.php

 
4480

Fotos popular