Pravda.ru

Mundo

Soberana 02, a primeira vacina latino-americana a avançar para a fase III

06.03.2021
 
Soberana 02, a primeira vacina latino-americana a avançar para a fase III. 35021.jpeg

Soberana 02, a primeira vacina latino-americana a avançar para a fase III

Soberana 02, a primeira vacina da América Latina contra o vírus do SARS-COV-2. Photo: Jose M. Correa

O fáqrmaco cubano se torna o primeiro projeto latino-americano de luta contra a COVID-19 a chegar a esse estágio

Por: Julio Martínez Molina | internet@granma.cu

O Centro de Controle Estatal de Medicamentos, Equipamentos e Dispositivos Médicos (Cecmed), autorizou o início da fase III dos testes clínicos da vacina candidata Soberana 02, após rigorosa análise da documentação apresentada pelo Instituto Finlay de Vacinas.

Anteriormente, o presidente da República de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, publicou na quarta-feira, 3 de março, em sua conta no Twitter, que a fase III dos testes clínicos da Soberana 02 e Abdala começará em breve, em Havana, Santiago de Cuba e Guantánamo, com mais de 85 mil voluntários; e também a fase II da Soberana 01 em Cienfuegos. «A esperança vem, mas não vamos esquecer a responsabilidade», disse.

 

O presidente também destacou «outro marco em nossa ciência: a Soberana 01A, uma nova vacina candidata (a quinta em Cuba) para convalescentes da Covid-19. A ciência cubana continua fornecendo boas noticias».

Tais resultados nos lembram que a história da Revolução é um ciclo contínuo, pontuado por momentos épicos que, embora partam de um contexto de época, servem para definir tanto a consistência desse processo social quanto o de seu povo, ator fundamental de todas as conquistas.

As epopeias nacionais, desde 1959, têm a auréola das grandes causas coletivas, nas quais a decisão de uma sociedade se une ao espírito de seu tempo e à fé em uma causa. Nós, cubanos, participamos de vários destes que coloriram nossa história com os pigmentos verdes da esperança, porque nenhum povo que as encenou deve amputar suas certezas do amanhã.

Intervimos e vencemos na Campanha de Alfabetização, na limpeza de bandidos no Escambray, na agressão bélica imperialista de Playa Girón, nos planos de institucionalização, nos conflitos produtivos, na industrialização das províncias, na batalha pela volta do menino Elián González ...

Cuba, em breve, abraçará uma nova epopéia, talvez a mais marcante que se possa lutar hoje: a imunização de seu povo contra um vírus mortal que tem aterrorizado o mundo.

A pandemia é um dos principais desafios desta época, junto com o aquecimento global, o perigo de uma explosão nuclear e a política de predação dos Estados Unidos.

Depois de produzir - graças ao desenvolvimento da biotecnologia - a que constitui a primeira vacina da América Latina contra o vírus SARS-COV-2, segundo a Organização Pan-Americana da Saúde e a Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial, a Ilha estará no ideal possibilidade de iniciar uma campanha de vacinação que imunize sua população contra a Covid-19.

Após o anúncio do primeiro lote de 150 mil doses da Soberana 02 (dos cem milhões previstos) e a preparação do segundo, foi anunciado o início da produção da vacina candidata Abdala.

O que está acontecendo neste país - em meio a um bloqueio atroz a qualquer entrada financeira - é algo só crível porque se trata de Cuba, de sua Revolução, de seu olho insone para preservar a saúde do povo, obra do esforço de Fidel.

 

 

https://patrialatina.com.br/soberana-02-a-primeira-vacina-latino-americana-a-avancar-para-a-fase-iii/