Pravda.ru

CPLP » Brasil

Programa de Comparação Internacional

28.06.2006
 
Pages: 12

Se alguém compara os resultados presentes com aqueles extrapolados a partir das PPCs de dez anos atrás, o ranking dos países em termos de despesas per capita é similar. Porém, a diferença entre o país com o maior gasto per capita (Argentina) e aquele com o menor gasto per capita (Bolívia) é bastante exagerada nas projeções. As novas estimativas apontam que a razão de um para o outro é de três para um em vez de cinco para um. Além disso, a variabilidade total dos novos números per capita é apenas dois terços daqueles extrapolados. Em geral, as novas estimativas mostram que os pobres não são tão pobres como as estatísticas convencionais apontam e que os ricos não estão relativamente tão bem quanto se acreditava.

Os níveis de preços extrapolados não se comparam tão bem quanto as despesas per capita. Eles não apenas aumentam a dispersão em torno da média regional como também alteram o ranking.

A comparação dos resultados dessa versão do PCI com os dados extrapolados da versão anterior apontam para a necessidade fundamental de calcular paridades regularmente. Na ausência de um programa multilateral que requeira aos institutos de estatística fazê-lo, qualquer análise de quais países são relativamente pobres e quais são relativamente ricos torna-se obsoleta em pouco tempo. Sem resultados atualizados, os formuladores de política terão dificuldade de tomar decisões adequadas e oportunas.

Notas:

1 América do Sul, África, Oriente Médio, Ásia e a Comunidade dos Estados Independentes (antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas).

2 Ao longo do texto, “despesas per capita” se refere às despesas per capita ajustadas pelo PPC.

3 Ver base de dados dos indicadores de desenvolvimento mundial.

Arquivos oficiais do governo brasileiro estão disponíveis aos leitores.

Ricardo Bergamini

ricoberga@terra.com.br
rbfln@terra.com.br
http://paginas.terra.com.br/noticias/ricardobergamini

Pages: 12

Fotos popular