Pravda.ru

CPLP » Brasil

Conheça Diogo Furtado, candidato do PCO à Prefeitura de Curitiba

16.10.2020
 
Conheça Diogo Furtado, candidato do PCO à Prefeitura de Curitiba. 34174.jpeg

Conheça Diogo Furtado, candidato do PCO à Prefeitura de Curitiba

Diogo Tadao, militante do PCO, sairá candidato à prefeitura de Curitiba. Conheça-o melhor, além do programa que o Partido defende para as eleições na capital paranaense

Por: Redação, Diário Causa Operária

Diogo Tadao Hara Furtado tem 30 anos de idade, militante do PCO há dois anos. Iniciou a militância a partir da luta contra o golpe de estado, principalmente a partir da eleição ilegítima do Bolsonaro. É um dos coordenadores do Partido no estado do Paraná. Também cuida da parte gráfica das publicações do Partido.

Diogo estuda arquitetura e urbanismo na UTFPR, desde que começou a estudar, também trabalhou em diversas atividades como garçom, call center e designer. Ele também atua no coletivo de jovens do partido, a Aliança da Juventude Revolucionária (AJR).

No Paraná, Diogo participa dos Comitês de Luta de Curitiba e do Paraná, discutindo junto à esquerda curitibana questões do golpe de estado e organizando mutirões e atos públicos no centro e nos bairros de Curitiba pela liberdade de Lula e pelo fora Bolsonaro. 

Além disso, também participou diretamente da formação do Conselho Popular de Boqueirão, um bairro operário na periferia de Curitiba, que está em atividade, realizando almoços em restaurante popular aos domingos e também atos, como por exemplo a expulsão da carreata bolsonarista da frente do Palácio Iguaçú, no final de julho, junto às torcidas antifascistas da cidade.

Entrevista com Diogo Tadao, candidato a prefeitura de Curitiba pelo PCO

Como anda a situação do povo de Curitiba? Quais são os ataques da prefeitura contra a população?

O prefeito Rafael Greca (DEM) é um bolsonarista e, como tal, ele tem realizado cada vez mais uma abertura maior do comércio, pela pressão dos empresários e banqueiros, colocando toda a cidade à mercê do coronavírus. Inclusive, na última abertura, morreram 200 pessoas em 15 dias, atingindo a marca de mil mortos na cidade. 

Outra questão é o problema do transporte público. Greca, junto com as oligarquias da cidade, que detêm o monopólio do transporte, diminuiu as frotas dos coletivos, impossibilitando ainda mais o isolamento social pra classe operária, que irá pegar transportes ainda mais lotados.

Além disso, também estão havendo diversos cortes de luz e água, que estariam proibidos segundo a lei, mas que continuam acontecendo. Isso sem falar nos despejos, que fez aumentar muito o número de moradores de rua, alcançando marcas históricas.

Fora isso, também há uma crise hídrica na cidade de Curitiba. A prefeitura implantou um rodízio de abastecimento de água, deixando uma parte da população sem poder fazer uma higienização adequada, o que também está servindo como pretexto para a privatização da Companhia de Saneamento do Paraná (SANEPAR). 

Quando fomos realizar protesto, junto com o conselho popular, na prefeitura contra essa situação, o prédio estava fechado, por conta da pandemia, o que mostra o total descaso do prefeito com a população.

Como você chegou ao PCO?

Cheguei ao PCO buscando uma organização coerente desde o movimento estudantil. Durante a luta contra o golpe de estado, o Partido se mostrou a organização mais ativa e coerente. Por meio das análises do companheiro Rui Costa Pimenta, eu encontrei meu caminho de ação e militância política e me juntei ao partido.

Qual a sua posição sobre a volta às aulas e como isso está se desenvolvendo em Curitiba?

A minha posição e a posição do Partido é que as aulas não devem voltar, até que se tenha desenvolvido uma vacina para o coronavírus e que seja disponibilizada de maneira ampla, para todo o povo.

Em Curitiba, a prefeitura vai em um caminho totalmente contrário. O prefeito Rafael Greca, junto ao governo do estado,  por pressão da Federação das Escolas Particulares e também dos banqueiros e demais capitalistas, já se permitiu a retomada das aulas, embora nem todas as escolas já tenham voltado, elas já podem, segundo determinação do governo.

Além disso, Greca criou um termo que responsabiliza os pais por tudo que acontecer com as crianças na sala de aula. Além de reabrir as escolas, ele ainda faz com que as famílias se responsabilizem pelas consequências dessa política. Da parte dos pais, já há uma recusa muito grande em mandar os filhos de volta às salas de aula.

Como se dará a campanha eleitoral do partido em Curitiba?

A campanha já se iniciou com a Conferência Estadual deste domingo (13), que ocorreu virtualmente no Centro Cultural Benjamin Perét, na capital paranaense. Foi lançada a minha candidatura, junto com as candidaturas do vice-prefeito e dos vereadores, na defesa do programa do partido para as eleições deste ano. 

Uma parte da campanha será feita pela internet, junto aos atos e mutirões por Fora Bolsonaro e todos os golpistas, e por Lula Presidente em 2022. Por conta de medidas ditatorias do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Partido não terá direito a tempo de rádio e televisão. Nesse sentido, toda a campanha deverá ser impulsionada por nossos próprios meios de divulgação, entre eles, o Diário Causa Operária, a Causa Operária TV, o Jornal Causa Operária e demais meios de comunicação independentes da esquerda.

Qual o programa eleitoral do Partido da Causa Operária?

O aspecto fundamental do programa eleitoral do PCO será impulsionar a luta pelo "Fora Bolsonaro", que só se dará com o povo saindo às ruas e exigindo sua derrubada. Outra questão muito importante é fazer uma campanha pela unificação da esquerda em torno da candidatura de Lula para presidente nas eleições de 2022. 

Além disso, também há o programa do partido para a pandemia, que envolve a estatização de todo o sistema de saúde, da indústria de fabricação de materiais de higiene, farmacêuticos e hospitalar, entre muitos outros pontos. 

Como está a situação eleitoral de Curitiba

Em Curitiba, diversos candidatos mais tradicionais largaram o pleito e colocaram candidatos menos conhecidos, mais com a intenção de receber o fundo eleitoral. Toda a eleição está sendo montada para a reeleição do prefeito bolsonarista, Rafael Greca, que irá continuar com os ataques que vem desferindo contra a população.

 

 

 

https://www.causaoperaria.org.br/conheca-diogo-tadao-candidato-do-pco-a-prefeitura-de-curitiba/

 


Fotos popular