Pravda.ru

CPLP » Brasil

Flávio Dino: comunista, culto, competente, pacificador, cristão

12.02.2021
 
Flávio Dino: comunista, culto, competente, pacificador, cristão. 34901.jpeg

Flávio Dino: comunista, culto, competente, pacificador, cristão  

 

por Arialdo Pacello(*)

  

"EU SAIO DA LISTA SUCESSÓRIA NO MINUTO SEGUINTE À ANULAÇÃO DO PROCESSO CONTRA LULA" - Flávio Dino, governador do Estado do Maranhão.


Entrevista muito interessante de Flávio Dino, socialista cristão, equilibrado, culto, técnico, competente, pacificador. São cerca de 20 minutos de pura sensatez, equilíbrio, inteligência, moderação, espírito de agregação em torno de ideias nobres. Vale a pena abrir e ver o vídeo. 

Confira AQUI


"Flávio Dino de Castro e Costa (São Luís, 30 de abril de 1968) é um advogado, político, professor e ex-juiz federal brasileiro, filiado ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB). É professor de direito constitucional da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e o atual governador do Maranhão." (...) "No ano de 1994, foi aprovado, em primeiro lugar, em concurso para o cargo de juiz federal, que ele exerceu no Maranhão por 12 anos.   De 2000 a 2002, presidiu a Associação Nacional de Juízes Federais (Ajufe). Posteriormente foi secretário-geral do Conselho Nacional de Justiça (CNJ)." (Wikipédia)


Flávio Dino é um homem preparado, honesto, técnico, humanista; não é um jornalista tendencioso, reacionário, neoliberal, privatizante, atrevido (para não dizer sabujo), como, p.ex.,  Merval Pereira e Míriam Leitão (da Rede Globo), ou José Maria Trindade, Rodrigo Constantino, Augusto Nunes, Guilherme Fiuza, entre outros, estes últimos todos fanáticos bolsonaristas e trumpistas, da deplorável Rádio JOVEM PAN, que envergonha o jornalismo investigativo brasileiro.


Flávio Dino está, a meu ver, num patamar muito acima do que se encontram, p.ex., Ciro Gomes, a quem não se nega certo grau de competência, mas se trata de indivíduo presunçoso, pretensioso, egoísta, personalista, além  de covarde e traidor; ou Guilherme Boulos, inteligente, com boas ideias de justiça social, mas radical, imaturo e também pretensioso. Torci por este nas eleições municipais de São Paulo, mesmo reconhecendo que ele demonstra imaturidade, despreparo no âmbito das decisões políticas. Se Boulos aliar-se a Lula, pode ajudar, caso contrário, será uma força negativa, desagregadora, a serviço da direita neoliberal.


A esquerda, se quiser realmente ajudar o Brasil e, sobretudo, o seu povo trabalhador, mais humilde, desprezado e espezinhado, se quiser retirar o nosso país da vergonhosa posição de um dos cinco países mais desiguais e perversos do planeta, precisa de gente com espírito agregador, gente sem vaidades pessoais, gente com verdadeiros princípios do socialismo cristão. Gente desapegada.


Flávio Dino pertence ao PCdoB - Partido Comunista do Brasil, mas dizem que ele é mais cristão que comunista. É devoto de São Francisco de Assis e de Nossa Senhora, a mãe de Jesus. Baseado nessas suas convicções religiosas, não se pode atribuir ao "comunismo moreno" (uma variação do "socialismo moreno" de Leonel Brizola) a pecha de "ateísmo marxista-leninista". 


"No fundo, Dino é mais cristão do que comunista. Nutre uma devoção particular por São Francisco. Para provar, exibe a imagem do santo presa por uma corrente em volta do pescoço. "Estou sempre com ele. Uma das maiores emoções da minha vida foi eu visitar seu túmulo na Itália." O gabinete no Palácio dos Leões parece um santuário. As imagens de São Francisco e de Nossa Senhora predominam, protegidas por bustos de Salvador Allende, Ho Chi Minh e Che Guevara. Na ampla sala de reuniões ao lado, a Bíblia sustenta a Constituição, e vice-versa. Não raro, o governador recorre a versículos, em especial do Novo Testamento, para corroborar suas teses ou simplesmente produzir um efeito retórico. Lembrar que a defesa da igualdade é antes de tudo um preceito do Cristianismo talvez embaralhe a mente dos interlocutores dispostos a acreditar que os comunistas vivem a devorar criancinhas. "Sou a síntese do socialismo moreno, como repetia o Brizola." (Comunista, cristão e paraíba: descubra o governador Flávio Dino - Carta Capital - 05 de agosto de 2019)


Vejam a entrevista e entendam do que a esquerda (autêntica e sincera) está precisando para melhorar o Brasil.


(*)Arialdo Pacello, advogado, servidor aposentado do Banco do Brasil.