Pravda.ru

Negόcios

A crise do Capitalismo - as causas e a resposta necessária

27.10.2008
 
Pages: 1234


Não há resposta eficaz à superação da actual crise sem o reforço do papel e intervenção do Estado em sectores e áreas estratégicas e sem progredir a partir da CGD para a assumpção pelo Estado de uma posição dominante e determinante no sector financeiro e da tomada de posições do controlo accionista em grandes empresas dos sectores energéticos, de comunicações e transportes;


Não há resposta à crise sem uma política consequente de defesa dos sectores produtivos e da produção nacional, começando por se fazer uma avaliação prospectiva dos sectores mais vulneráveis à crise, concentrando e antecipando nesta direcção os fundos estruturais do QREN e a promoção de políticas de factores e meios de produção na energia, comunicações, água e crédito que assegurem níveis adequados de competitividade às empresas portuguesas;


Não há resposta à crise e à alteração da grave situação económica e social sem uma nova política de crédito, que no quadro da autonomia gestionária da CGD, responda com baixa da taxa de juro e dos spreads à situação das famílias endividadas com a compra de casa e às pequenas empresas e sem uma audaciosa política de investimento público e privado.


Não há resposta à crise e às suas consequências sem o reforço da rede pública de protecção social, nomeadamente com a revisão do valor e acessibilidade ao subsídio de desemprego.


Não há superação da crise, mas também dos nossos atrasos e das nossas debilidades sem uma firme e determinada defesa dos interesses e da soberania nacional perante as imposições da União Europeia, que compreenda a luta por: assegurar a direcção política do BCE pelos Estados membros e a revisão, desde já, da política monetária do euro forte a favor do crescimento económico e do emprego. Sem a imediata suspensão do Pacto de Estabilidade e a urgente revisão da Estratégia de Lisboa em todos os seus objectivos e dimensões privatizadoras e liberalizantes. Tal como sem a promoção de reformas urgentes das políticas comuns agrícola e das pescas que garantam a segurança e soberania alimentares de cada país, pondo fim também aos offshores e à livre circulação de capitais.


É nesta essencial direcção que se podem encontrar as resposta aos problemas do nosso desenvolvimento que assegurem a melhoria das condições de vida dos trabalhadores e do povo, com a consciência que a resposta é a luta pelo socialismo como alternativa e solução para a Humanidade. Luta que poderá conhecer perigos enormes à escala planetária mas que comporta potencialidades que os trabalhadores e os povos hão-de protagonizar!


É desta esperança que falamos!

Fonte: PCP – Partido Comunista Português

Link: http://www.pcp.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=32731&Itemid=195

Pages: 1234

Fotos popular