Pravda.ru

Sociedade » Turismo

Economia do Turismo - uma perspectiva macroeconômica

19.03.2008
 
Pages: 123

Em 2005, o V.A. a preços correntes produzido pelas ACT foi de R$ 131,7 bilhões, um crescimento de 16,26% frente a 2004. O resultado ficou acima do registrado para o V.A. na economia brasileira (10,56%) no entre 2004 e 2005. Com isso, a participação do conjunto das ACT no V.A. gerado pela economia brasileira subiu 7,15%. Neste período, o V.A. de todas as atividades econômicas cresceu, à exceção do transporte aéreo, com redução de 0,10%. Os segmentos que mais influenciaram o resultado alcançado pelas ACT foram: transporte rodoviário, crescimento de 20,13% no V.A. (R$ 45,9 bilhões, em 2004, para R$ 55,1 bilhões em 2005), serviços de alimentação variação de 11,18% (de R$ 23,1 bilhões, em 2004, para R$ 25,7 bilhões, em 2005, serviços auxiliares dos transportes crescimento de 16,37% (de R$ 12,4 bilhões, em 2004, para R$ 14,4 bilhões, em 2005) e atividades recreativas, culturais e desportivas com variação de 12,78% (de R$ 11,7 bilhões, em 2004, para R$ 13,2 bilhões, em 2005).

Consumo de produtos característicos do turismo perde participação entre 2000 e 2005

As famílias residentes no país, consumiram, a preços de mercado, nos anos de 2000 e 2005, R$ 88,4 e 142,4 bilhões em produtos característicos do turismo 2 produzidos pelas ACT, respectivamente. Esses montantes, corresponderam a 11,91% e 11,26% do total despendido em consumo pelas famílias residentes no país (R$ 742,8 bilhões e R$ 1,2 trilhão). O aumento do consumo com queda no percentual de participação na economia deu-se pelo fato de que, para os produtos consumidos nas demais áreas, o consumo foi maior do que o observado nos produtos característicos de turismo. Neste período, o aumento foi de 61,1% nos total despendido em consumo pelas famílias nas ACT, a preços de mercado. Este aumento é devido, entre outros fatores, ao crescimento do setor de turismo que propiciou o surgimento de novas empresas, ao aumento da renda geral da população brasileira e a variações nos preços destes produtos.

A maior variação foi para o setor de atividades de agências e organizadores de viagens (259,7%), passando de 580 milhões para 1 bilhão de reais. Os serviços de transportes aquaviário passaram de 311 para 958 milhões de reais (208%); os de transportes aéreo de 2,5 para 6,7 bilhões (163,8%); os transporte ferroviário de 747 milhões para 1,5 bilhão (106,3%); serviços auxiliares de transporte de 2,7 para 4,8 bilhões (80,4%); transporte rodoviário de 28,1 para 46,3 bilhões (64,5%); locação de bens móveis de 291 para 465 milhões (59,7%); serviços de alimentação de 38 para 58,2 bilhões de reais (53,1%) e serviços de alojamento de 4 para 4,6 bilhões de reais (14,7%).

Notas:

1Valor que a atividade agrega aos bens e serviços consumidos no seu processo produtivo, obtido pela diferença entre o valor de produção e o consumo intermediário absorvido por essas atividades.

2Os produtos característicos do turismo, na maioria dos países, são aqueles que deixariam de existir em quantidade significativa ou para os quais o nível de consumo estaria sensivelmente diminuído em caso de ausência de visitantes, como nos serviços de transporte aéreo.

– Fonte IBGE

Ricardo Bergamini

ricoberga@terra.com.br
rbfln@terra.com.br
http://paginas.terra.com.br/noticias/ricardobergamini

Pages: 123

Loading. Please wait...

Fotos popular