Pravda.ru

Sociedade » Turismo

Brasil: Turismo gerou mais emprego e renda em 2007

14.01.2008
 
Pages: 12
Brasil: Turismo gerou mais emprego e renda em 2007

Graças à inovação na condução de políticas públicas, com um modelo de gestão descentralizado e orientado pelo pensamento estratégico do Ministério do Turismo, muitos brasileiros tiveram a oportunidade de realizar viagens para diversos destinos turísticos em 2007. Deve-se considerar, ainda, o principal objetivo do governo federal: o desenvolvimento do turismo como uma atividade econômica sustentável.


No ano passado, os recursos orçamentários investidos em infra-estrutura do turismo somaram R$ 1,1 bilhão. O dinheiro foi aplicado em melhoria e recuperação da infra-estrutura de 2.572 municípios nos 26 estados e no Distrito Federal , com ações focadas para o saneamento básico, reurbanização de orlas marítimas, fluviais e urbanas, melhoria de acessibilidade e da sinalização turística, recuperação de mercados, museus, casas de culturas, centros de artesanato, centros de convenções ou eventos, centros de informações turísticas, bem como em escolas de qualificação destinadas aos profissionais dos setores de hotelaria e gastronomia nos estados do Amazonas, Bahia, Santa Catarina e São Paulo.


Também foi contemplada a ampliação e reforma de quatro aeroportos nos estados do Ceará, Maranhão, Mato Grosso e São Paulo, bem como a construção do terminal Rodoviário Internacional de Rio Branco, no Acre.


Promoção no exterior


Ainda em 2007, foi lançada a segunda fase do Plano Aquarela - Marketing Turístico Internacional do Brasil, que definiu as bases para todas as ações de divulgação do País no exterior até 2010. O Plano tem como um de seus principais objetivos inserir o Brasil entre os 20 maiores destinos turísticos do mundo. Nas ações de promoção de destinos brasileiros, a Embratur investiu recursos recordes (campanhas publicitárias, participação em feiras e eventos, ações voltadas para operadores de turismo etc).


O tempo de permanência dos visitantes e o gasto médio no Brasil aumentaram. Dados do final de 2007 indicaram a entrada recorde de divisas em moedas estrangeiras (US$ 4,9 bilhões).
Ressalta-se, ainda, outros números importantes, indicados no final do ano, como o desembarque de 6,5 milhões de passageiros de vôos internacionais, 2% superior ao número de passageiros desembarcados em 2006. Em relação aos vôos domésticos, em dezembro, a expectativa era chegar a 50 milhões de desembarques de passageiros, 7% a mais do que o apurado no ano de 2006.


Qualificação e certificação

O Departamento de Qualificação e Certificação e de Produção Associada ao Turismo encerrou 2007 com apoio a 97 projetos, num total de R$ 66,4 milhões de investimentos, beneficiando 166,2 mil pessoas, 95 atividades incubadas e 1.050 empreendimentos em parceria com estados, municípios, iniciativa privada e ONGs.


Dentre as ações do departamento, destaca-se a implantação de Restaurantes-Escolas, com as primeiras oito unidades em andamento, nos estados de São Paulo e Santa Catarina. O desenvolvimento do programa Turismo de Aventura - "Aventura Segura", que visa qualificação e certificação para modalidades de turismo com esportes, como rafting, montanhismo, escalada, caminhada de longo curso, rapel, tirolesa e espeleoturismo (turismo em cavernas) possibilitou que já em 2008 o Brasil conte com as primeiras empresas certificadas dentro das normas que foram criadas pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).


Outros importantes avanços se deram na inserção profissional de jovens de baixa renda no mercado de trabalho, por meio do programa Trilha Jovem; no fomento à incubação de empreendimentos econômicos solidários e no impulso às atividades dos segmentos de gemas e jóias, artesanato, moda e calçados, cultura e esportes e a agricultura familiar. Dos novos convênios firmados, o do receptivo turístico com o estado do Pará tem por objetivo qualificar seis mil pessoas, preparando-as para receber os visitantes do Fórum Social Mundial, que será realizado em 2009.


Viaja Mais


Com o objetivo de ampliar o mercado interno, permitindo que novas parcelas de consumidores possam se beneficiar do turismo e objetivando geração de empregos e renda, o Ministério do Turismo lançou o programa Viaja Mais, de estímulo às viagens domésticas, com sua primeira aplicação voltada à Melhor Idade. O programa oferece viagens no período de baixa ocupação da rede hoteleira, com preços mais baixos e crédito facilitado, permitindo ao público da Melhor Idade mais acesso aos benefícios do turismo, e também a preservação dos empregos nos destinos turísticos.


Em 2007, o programa começou com partidas de São Paulo e do Distrito Federal, oferecendo 23 cidades como destinos para viagens. Foram comercializados nove mil pacotes turísticos. A partir de março deste ano, com partidas de 12 estados: São Paulo, Distrito Federal, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Pernambuco, Bahia e Amazonas, as pessoas da Melhor Idade poderão viajar para 35 destinos.

O objetivo, para 2008, é vender 50 mil pacotes, o que representa um incremento de quase cinco vezes em relação ao total das viagens realizadas nos três primeiros meses do Viaja Mais Melhor Idade, em 2007.

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular