Pravda.ru

Sociedade » Mundo do Showbiz

Gaúcha Miss Brasil 2008 trabalhava domestica para custear os estudos

16.04.2008
 
Gaúcha Miss Brasil 2008 trabalhava domestica para custear os estudos

A segunda Natália consecutiva a ganhar o título de mulher mais bonita do Brasil. Ela recebeu a coroa da antecessora mineira no domingo (13), em evento realizado no Citibank Hall, em São Paulo. "Estou muito feliz e me sinto preparada para representar o Brasil no Miss Universo. Gostaria de agradecer ao povo gaúcho e também a todos os brasileiros por essa vitória. Vou dar o melhor de mim para trazer ao Brasil o título de Miss Universo", declarou a nova Natália, já com texto pronto, escreve o Repórter Diário.

Décima gaúcha coroada no concurso desde 1954, ela ganhou o Miss Rio Grande do Sul depois de ser descoberta pelo caça-talentos Evandro Hazzy no ‘Orkut’. Ele a convidou para disputar a seletiva, representando o município de Encantado, a 140 km de Porto Alegre, ao ver as suas fotos no site.

Natália é esteticista, formada em curso técnico de cosmetologia, e estava prestes a ingressar em uma faculdade de medicina quando foi eleita Miss Rio Grande do Sul. De origem humilde, já trabalhou como empregada doméstica para custear os estudos e agora pretende ajudar a família com os prêmios que recebeu - os maiores da história do concurso: R$ 200 mil, um carro zero, um relógio de porcelana com brilhantes e uma jóia de ouro 18 quilates. "Vou guardar um pouco do dinheiro e fazer uma poupança para mim."

O próximo desafio da miss acontece em Nha Trang, no Vietnã, em 15 de junho. Lá, 90 meninas entre 18 e 25 anos vindas de todo o mundo disputarão a coroa de Miss Universo 2008. "O Vietnã tem uma história triste de guerras, mas hoje é um país normal, como outro qualquer. O povo é feliz e, quando eu estiver lá, pretendo conhecer as belezas locais", discursou Natália.

O Miss Brasil foi transmitido ao vivo pela Rede Bandeirantes, que deverá fazer também a transmissão do Miss Universo. O regulamento do concurso no País diz que a vencedora, enquanto ostentar o título, não poderá se casar nem ter filhos. Ela também não poderá participar de nenhum ensaio erótico. A miss ainda deve adotar e ajudar uma entidade social. "Nós, porta-vozes do povo, precisamos nos preocupar com as obras sociais. Como miss eu quero me dedicar a esse papel e, a princípio, pretendo ajudar as instituições do Rio Grande do Sul", disse.

Natália lembrou que, às vezes, a simples presença de uma miss em entidades sociais já faz muita diferença. "As meninas valorizam a visita de uma miss. Elas se espelham na gente e podem sonhar com um futuro melhor."
Natália venceu 26 garotas que representavam os outros estados da federação, mais o Distrito Federal. Em segundo lugar, ficou a Miss Ceará, Vanessa Vidal, que é surda e se comunicou por meio da libras (linguagem brasileira de sinais). Cyntia Oliveira, de Goiás, conquistou a terceira colocação e Janaína Barcelos, de São Paulo, a quarta, seguida por Marina Marques, de Minas Gerais Outra novidade deste ano veio do Mato Grosso do Sul, que levou ao evento uma representante indígena, Tainara Tenere. Seu pai, João Tenere, índio de uma aldeia em Itaquitauana, ostentava na cabeça um cocar.
MISS EUA

Os Estados Unidos também elegeram a sua miss neste final de semana. A vencedora foi a empresária texana Crystle Stewart, representante da cidade de Missouri. O evento ocorreu em Las Vegas, Nevada. Crystle, que é negra, revelou ter preferência pelo Partido Democrata, mas preferiu não dizer quem gostaria de ver como candidato à presidência do país - o senador Barack Obama, um negro, ou a senadora Hillary Clinton, uma mulher. (AE)


Loading. Please wait...

Fotos popular