Pravda.ru

Sociedade » Mundo do Showbiz

Miss Minas Gerais é nova Miss Brasil

15.04.2007
 
Pages: 12
Miss Minas Gerais é nova Miss Brasil

 Este sábado (14) no Brasil entre 27 candidatas foi eleita a garota mais bonita do país.   No concurso Miss Brasil 2007  realizado no Rio de Janeiro a vencedora foi a estudante de arquitetura Natália Guimarães, Miss Minas Gerais.

Natália tem 22 anos e é estudante de arquitetura. Com 1m75 de de altura, iniciou carreira de modelo aos 15 anos. Já representou o país em dois outros concursos internacionais: nas passarelas de Bahamas e da China.
 
Em segundo e terceiro lugar ficaram as representantes do Rio Grande do Sul e Paraná, Carolina Prates Nery, de 20 anos e estudante de odontologia, e Vivian Noronha, de 23 anos e cirurgiã dentista, respecitivamente. Agora, a nova Miss Brasil parte para o Miss Universo, que será realizado no dia 28 de maio, na Cidade do México.

Além do direito de representar o país no concurso internacional, Natália Guimarães ganhou uma viagem para Los Angeles, nos Estados Unidos, e um carro zero-quilômetro. As cinco finalistas ganharam jóias.

 Natália concedeu uma entrevista ao site oficial do concurso.

 Quais as suas perspectivas profissionais até o Miss Brasil 2007? Participar do concurso alterou, de alguma forma, essas perspectivas?

Desde que venci o Miss Minas Gerais 2007, em dezembro do ano passado, estou me dedicando intensa e exclusivamente à preparação para o concurso Miss Brasil. Este é um sonho da minha vida , por isso, é meu único foco atualmente.

Quais os seus hobbies?

Adoro ler, praticar esportes e ser fotografada.

Quais os aspectos que a motivaram a participar de um concurso de miss?

A magia de representar o meu Estado e o meu País, não só divulgando a beleza mineira ou brasileira, mas também evidenciando nossas riquezas culturais e históricas.  É bom mostrar para o mundo que o Brasil é mais do que carnaval e futebol!

Foi a primeira vez? Em caso negativo, de qual concurso participou?

Em outubro de 2006, participei do concurso Miss Intercontinental, realizado nas Bahamas, onde conquistei o título de Miss Fotogenia. Depois participei do Miss Minas Gerais em dezembro e, após ter vencido, fui indicada para participar de outro concurso internacional, o Top Model Of The World, na China, em que tive a felicidade de trazer o título para o Brasil.
Antes destes concursos, trabalhava na Ford Models e passei um ano em Nova York trabalhando e estudando inglês.

Vivemos num país repleto de contrastes físicos, sociais e econômicos. Como você vê a situação do Brasil hoje e no futuro?


A economia brasileira está crescendo, mas ainda não é suficiente em comparação com o mundo. Penso que o governo tem que ser mais responsável em relação ao seu povo, que precisa de investimentos a longo prazo como educação. Mas infelizmente o que vemos é que os investimentos são somente aqueles de curto prazo: os que trazem votos.

Sem deixar de considerar a importância da busca pela paz, qual o aspecto que você considera mais preocupante atualmente no plano internacional? Por quê?

O que é mais preocupante e que tem alarmado todo o planeta é a falta de respeito do homem com o seu próprio habitat.  A degradação do meio ambiente e dos recursos naturais imprescindíveis para nossa sobrevivência, como a água, mostra uma situação que tem que ser revertida agora, para amenizar as conseqüências para as gerações futuras.

A condição da mulher mudou muito nas últimas décadas. Como você vê a mulher no Brasil hoje?

A mulher brasileira é uma guerreira. Diariamente, representa vários papéis sociais como mãe, esposa, dona-de-casa, executiva, se desdobrando cada vez mais para cumprir todas as suas funções, numa realidade repleta de desafios e dificuldades. Mesmo tendo conquistado um espaço maior na sociedade, a mulher ainda continua recebendo salários mais baixos em relação ao homem. E o interessante, é que muitas delas às vezes desempenham, com bravura, algumas funções consideradas “masculinas”. Eu mesma já peguei dois vôos em que a comandante era uma mulher. Achei o máximo!

Você acredita que os concursos de beleza possam voltar a despertar o interesse do passado? Justifique sua resposta.

Espero que sim, mas para isso, as candidatas precisam ser escolhidas com base em outros valores muito mais sólidos do que a estética, como valores morais, culturais e éticos. E neste ponto a família é fundamental, pois é através dela que estes valores são desenvolvidos ao longo da vida. Como os concursos de misses envolvem sempre muitas garotas no mundo todo, acredito que ele pode ser também um instrumento educativo, incentivando-as a perseguir não apenas formas físicas perfeitas, mas principalmente, um aperfeiçoamento intelectual que vai ficar depois que a beleza for embora.

Quais as características que uma Miss Brasil deve ter?

É um conjunto de características. Não adianta ser só bonita. É preciso algo que venha de dentro para sustentar esta beleza (conteúdo). A mulher deve ser elegante, ter cultura, assumir sua postura diante da sociedade e tem que ter cuidado para não se tornar vulgar, nem arrogante. Ser simpática é fundamental, mas sem extrapolar os limites e sempre com humildade. Atitude também é muito importante, principalmente no Miss Universo.

Qual a ex-Miss Brasil da sua preferência? Por que?

Nayla Micheriff, não só por ser mineira, mas por ser um exemplo de beleza, elegância, disciplina e competência. Importantes requisitos em uma Miss, que a levaram também a uma carreira de sucesso como empresária. Uma demonstração de força e empreendedorismo, que inspiram muitas mulheres, sejam elas misses ou não.

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular