Pravda.ru

Sociedade » Mundo do Showbiz

Moonspell ganha prémio MTV e Justin Timberlake leva dois

03.11.2006
 
Moonspell ganha prémio MTV e Justin Timberlake leva dois

Boss AC, David Fonseca, Expensive Soul, Mind da Gap e Moonspell estavam na corrida para o prémio "Best portuguese act" da 13.ª edição dos MTV Europe Music Awards. O metal levou a melhor sobre o hip hop e o pop/rock nacionais - venceram os Moonspell. O espectáculo/entrega de prémios decorreu na noite de ontem, em Copenhaga, Dinamarca.

Em declarações à MTV Portugal, a banda liderada por Fernando Ribeiro admite que este prémio é "um reconhecimento não só para os Moonspell, mas também para todas as bandas que têm trabalhado no heavy metal em Portugal. O heavy metal pode, finalmente, tornar-se um estilo mais forte, um estilo agraciado e um estilo digno em Portugal", declaram, dedicando o prémio aos portugueses "que ouvem e vivem o heavy metal".

Os Moonspell não marcaram presença em Copenhaga, por estarem a meio de uma digressão pelo Canadá e Estados Unidos a promover o álbum "Memorial", editado em Abril. Em 'tournée' com os Katatonia e os Daylight Dies, os Moonspell actuaram em Seattle na noite de ontem, tendo previstos mais 14 concertos em solo norte-americano.

Para 2007 têm já em agenda uma série de pelo menos 16 concertos na Europa, ao lado dos Napalm Death, Behemoth e Dew Scented, com passagem pela Alemanha, República Checa, Bélgica, Holanda, Reino Unido, França e Suíça.

"Memorial", o mais recente trabalho discográfico dos Moonspell, já vendeu cerca de sete mil cópias e chegou a ocupar primeiro lugar do top nacional de vendas. Está prevista, para o dia 4 de Dezembro, uma reedição do álbum com material extra, incluindo um concerto ao vivo na SIC Radical, imagens da actuação deste Verão no Festival Vilar de Mouros, o "making of" do primeiro vídeo "Finisterra", retirado de "Memorial" e uma série de fotografias de um concerto no Hard Club, em Gaia.

Aquando da edição do álbum, Fernando Ribeiro, letrista e vocalista da banda, explicou à agência Lusa que "Memorial" assenta em canções simples e directas, decoradas com "arranjos mais complexos" do que no passado e que resulta num disco ao mesmo tempo "épico e íntimo".

Produzido na Alemanha com o habitual Waldemar Sorychta, "Memorial" revisita o tema do sangue, habitual na geografia musical dos Moonspell, tanto em títulos como "Sanguine" como no grafismo.

Influenciados por bandas como Sisters of Mercy, Fields of the Nephilim ou Type O Negative, os Moonspell surgiram em 1989. Nesse ano, o projecto cahama-se Morbid God. Em 1992 mudaram para o actual nome, com Fernando Ribeiro a passar da bateria para a voz, e editaram o EP "Under the Moonspell", depois de várias gravações caseiras. Movem-se na área do hevy, black e goth metal.

Depois de ter passado o serão com um microfone dourado na mão, a pop-star responsável pelo êxito FutureSex/LoveSounds despediu-se com dois dos principais galardões - melhor artista pop e melhor artista masculino -, eclipsando a banda Red Hot Chilli Peppers, que apenas concretizou uma das quatro nomeações (o melhor álbum foi Stadium Arcadium).

Pior prestação teve Madonna, que, ao contrário da última edição da cerimónia, realizada em Lisboa, não levou nada para casa, apesar de estar envolvida em três categorias. Gnarls Barkley ganhou o prémio para a melhor canção (Crazy), bem como o galardão Future Sound. A melhor artista feminina foi Christina Aguilera, batendo aos pontos as potenciais Madonna, Beyonce e Shakira.

Para a MTV, os veteranos Depeche Mode são o melhor grupo da actualidade, deixando para The Killers a variante rock, para o rapper Kanye West o título na sonoridade hip-hop e para Muse o de melhor artista alternativo (já tinham conquistado este rótulo há dois anos, em Roma).

Segundo a votação, o melhor vídeo em competição foi We Are Your Friends, de Justice Vs. Simian, resultado que deixou Kanye West (e o seu Touch the Sky) irritado. "Trabalhei durante um mês nesse vídeo e queria sair daqui com esse troféu", disse o artista americano, entre alguns impropérios. Timberlake, por seu lado, fez algumas piadas com as suas conquistas. Disse que o título de melhor artista pop fazia parte do seu contrato para apresentar a gala. E aproveitou para agradecer à sua mãe por ter gerado "o melhor artista masculino deste ano".

Um dos momentos altos da noite coube aos Muse (que no dia 26 de Outubro passaram por Lisboa), protagonistas de uma espectacular exibição, um show de raios laser que arrebatou os eufóricos cerca de 2500 fãs presentes em Copenhaga. Nelly Furtado e Diddy também actuaram, enquanto The Killers e Snoop Dogg entretiveram alguns milhares numa praça da capital dinamarquesa.

No ano passado a entrega dos prémios MTV Europa decorreu em Lisboa.

Segundo "Jornal de Notícias" e "Público"


Loading. Please wait...

Fotos popular