Pravda.ru

Sociedade » Incidentes

Parlamentares brasileiros reféns do mau tempo na Antártida

28.01.2008
 
Parlamentares brasileiros reféns do mau tempo na Antártida

Na quinta-feira (24), o grupo de 13 parlamentares brasileiros que está preso na Antártida devido às más condições do tempo ainda não tem previsão de volta. A comitiva viajou a convite da Marinha para a base brasileira no continente antártico e deveriam voltar no dia seguinte, mas a chegada de duas frentes frias ao continente impediu a volta, escreve G1.

Segundo o senador Renato Casagrande (PSB-ES), em entrevista por telefone para o G1, a previsão meteorológica desta segunda-feira (28) era de melhora do tempo, "mas o dia amanheceu nublado". O vôo de domingo havia sido adiado para esta segunda, mas ainda não se sabe se haverá condições para a operação.

O senador afirmou que a permanência da comitiva brasileira - que duraria menos de dois dias - já foi estendida para cinco. Ele disse que o grupo está na base chilena com outras 11 pessoas e que não há nenhum tipo de entretenimento no local. "Não há absolutamente nada para se fazer aqui, só conversar. Já vimos tudo o que havia para ver. Agora nos resta esperar."

Reféns do tempo

Para que os parlamentares voltem ao Brasil é preciso que o tempo permita que um avião pouse no continente antártico e os leve de volta para a cidade de Punta Arenas, no extremo Sul do Chile. "Não posso dizer que estamos confortáveis, mas estamos bem. A base chilena tem nos dado todo o apoio", afirmou o senador.

Além do senador Casagrande, relator da Comissão Mista Especial de Mudanças Climáticas, a comitiva inclui os seguintes deputados: Maria Helena (PSB); Ricardo Tripoli e Fernando Chucre (PSDB); Wellington Coimbra e Colbert Martins (PMDB); Jorge Maluly e Luciano Pizzato (DEM); Moreira Mendes (PPS); Edmilson Valentin (PC do B); Paulo Teixeira (PT); Fábio Ramalho (PV); e Vinícius Carvalho (PT do B).


Loading. Please wait...

Fotos popular