Pravda.ru

Sociedade » Incidentes

Reféns em Campinas : Seqüestrador insiste em fugir com um carro e uma arma

26.04.2007
 
Reféns em Campinas : Seqüestrador insiste em fugir com um carro e uma arma

Durante toda a quarta-feira (25) a Polícia Militar de São Paulo negociou a rendição do homem que mantém a dona-de-casa Mara Souza Thomaz, 30 anos, e seus dois filhos, de 10 e 7 anos, mantidos reféns em uma casa, no bairro  Jardim Campos Elíseos, em Campinas, desde o início da tarde de terça-feira. Identificado como Ivanildo Felipe , o seqüestrador pediu um carro para fugir e interrompeu várias vezes as negociações. Ainda na terça-feira, o bandido aceitou liberar o caçula de 4 anos, em troca de um colete à prova de balas, escreve G-1.

A dona-de-casa Mara Thomaz chegou a se oferecer para servir de escudo em uma fuga do seqüestrador para que os meninos fossem soltos. A polícia, no entanto, afirma que qualquer negociação só será possível com a liberação de todos os reféns.

Os policiais tentam vencer pelo cansaço. A casa foi cercada e luz e água, cortadas desde a madrugada de ontem. Os negociadores se posicionaram na área de serviço da residência na tentativa de fazer o assaltante não deixar de manter contato. Sem sucesso na exigência de conseguir um carro, o bandido jogou pela janela um rádio que a polícia lhe deu.


O pai das crianças, o frentista Isnaldo Soares de Oliveira, acompanha as negociações da casa da avó dos meninos na mesma rua. Ela sofre de hipertensão e precisou de atendimento médico. Segundo a polícia, as crianças não entendem o que está acontecendo e querem apenas sair da casa.
O drama da família de Isnaldo de Oliveira e Mara Thomaz começou quando o bandido invadiu a casa ao fugir da polícia depois de assaltar uma loja com um comparsa, que conseguiu fugir.

O major do 47º Batalhão da Polícia Militar de Campinas, Luciano Casagrande, afirmou que o homem que mantém três pessoas reféns em uma casa na cidade é mais perigoso do que os policiais imaginavam. “Ele insiste em fugir à moda dele, com um carro e uma arma”, afirmou o major.

Segundo a polícia, Ivanildo, de 35 anos, já foi preso por roubo, tráfico de drogas e formação de quadrilha. Ele foi reconhecido por fotos do banco de dados da PM. De acordo com os policiais, o seqüestrador alterna momentos de calma e de tensão.

A presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Campinas, Tereza Doro, ofereceu um advogado para acompanhar as negociações com o bandido. Uma irmã evangélica do bandido foi chamada na noite de ontem para ajudar nas negociações. O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), da Polícia Militar (PM) de São Paulo, assumiu a negociação ainda na noite de terça, pouco depois das 22h. A casa permanece cercada por policiais.

Uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros mantém um veículo equipado estacionado na frente da casa. Antes do amanhecer, uma equipe do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu) também fez plantão no local.


Loading. Please wait...

Fotos popular