Pravda.ru

Sociedade » Incidentes

Denunciado abusos de Marrocos

26.01.2011
 

O Centro Robert F Kennedy (CRK), encontrou evidências de uma escalada de abusos, torturas, prisões arbitrárias e repressão de civis por parte das forças do Governo de Marrocos no Sahara Ocidental ocupado durante uma recente visita a El Aiún realizado pelo CRK para a Justiça e os Direitos Humanos.

Indícios de repressão, restrições à liberdade de expressão, tortura, marginalização económica e social dos saharauis, violação dos direitos humanos que é "patrocinada pelo Estado marroquino", algo que reforça a necessidade de uma investigação imparcial de vigilância internacional dos direitos humanos.

Durante a viagem que realizou ao território a missão do Centro RFK esteve reunida com mais de duas dezenas de vítimas de abuso, tortura, detenções e seus familiares. "As contínuas violações de Direitos Humanos, e o aumento da violência resultante do desmantelamento do acampamento de Gdeim Izik é alarmante", afirma Monika Kalra Varma, Directora do Centro RFK para os Direitos Humanos, que acrescenta: "Há esmagadores indícios de abusos, perseguição, tortura e violência antes e depois, pelo que Aminetou Haidar e os seus companheiros saharauis defensores de direitos humanos realizam um trabalho sujeito a grande risco pessoal nessas condições".

"O facto de que não haver um mecanismo internacional de acompanhamento dos Direitos Humanos, à medida que piora a situação no Sahara Ocidental é inaceitável", afirma Monika Varma, que afirma que o Centro desde há muito tempo vem fazendo apelos ao Conselho de Segurança das Nações Unidas para que seja incluída a vigilância dos direitos humanos nas atribuições da MINURSO, de modo a que esta supervisione o respeito pelos Direitos Humanos no Sahara Ocidental e nos acampamentos de refugiados saharauis.

"Espero que depois da visita da missão do Centro RFK ao Sahara Ocidental, a organização seja capaz de fazer luz sobre a alarmante situação dos directos humanos no território do Sahara Ocidental sob ocupação de Marrocos ", afirmou a activista Aminetou Haidar, "É necessário um forte apoio dos Estados Unidos e da comunidade internacional para pôr fim ao sofrimento do povo saharaui".

O Centro Robert F Kennedy divulgará em breve um relatório detalhado sobre a sua visita de observação.

Aminetu Haidar, ganhadora em 2008 do Prémio de Direitos Humanos Robert F. Kennedy, acompanhou a delegação do Centro que esteve no território entre 11 e 14 de Janeiro..

A delegação integrava a Directora Executiva do Centro RFK Lynn Delaney, a directora do Centro para os Direitos Humanos, Monika Kalra Varma, e a representante da Assistência Jurídica (Advocacy) Mary Beth Gallagher. A delegação do Centro esteve soba a vigilância constante por parte de polícias uniformizados e à paisana. (SPS).

Distribuído pela AAPSO

23-01-2011

 


Loading. Please wait...

Fotos popular