Pravda.ru

Sociedade » Incidentes

Serial killer canadense confessou 49 assassinatos de mulheres

23.01.2007
 
Serial killer canadense confessou 49 assassinatos de mulheres

Na Canada começou ontem o julgamento do assassino em série, Robert Pickton, suspeito de matar entre 20 a 55 mulheres, disseram hoje (23) os procuradores aos jurados no início do seu julgamento, informam agências noticiosas.

O julgamento de Robert Pickton, que é suspeito de ser o maior assassino em série do Canadá, realiza-se perto de Vancôver, e iniciou com a revelação de pormenor esescabrosos, como a descoberta de cabeças, pés e mãos de várias pessoas num congelador, escreve Lusa.

Pickton, um criador de porcos de localidade de Port Coquitllan, a escassos quilómetros de Vancôver, é julgado pelo assassínio de seis mulheres que se dedicavam à prostituição no centro da Vancover.

Mas a Polícia considera Pickton, de 57 anos, suspeito de ter cometido entre 20 a 55 assassínios, na maioria dos casos mulheres drogadas, algumas de origem indígena, que se dedicavam à prostituição naquela cidade canadiana.

O procurador anunciou que apresentará provas de que Pickton confessou 49 assassínios a um polícia que trabalhava à paisana.

No começo do julgamento, que poderá durar um ano, o procurador Derris Prevett revelou que a Polícia encontrou na quinta de Pickton duas grandes arcas congeladoras cobertas com maquinaria pesada.

No seu interior, os investigadores encontraram grandes sacos de plástico que continham duas cabeças cortadas verticalmente, assim como vários pés e mãos.

O juiz já tinha advertido os membros do júri de que o julgamento será longo e macabro, mais parecido com um filme de terror.

Até agora, não havia informação oficial sobre o que a polícia encontrara na quinta de Pickton, embora vários periódicos locais tenham publicado nos últimos anos que os investigadores descobriram partes de corpos na quinta.

A polícia limitara-se a assinalar que, depois de mais de um ano de investigação na quinta de Pickton, durante a qual foram passadas a pente fino toneladas de terra em busca de provas, os investigadores tinham efectuado mais de cem mil testes de ADN.

De acordo com a Polícia, na quinta de Pickton encontraram-se vestígios de ADN correspondentes a 31 mulheres desaparecidas.

Pickton foi detido em Fevereiro de 2002 pela Polícia Montada do Canadá depois de anos de protestos de grupos de defesa dos direitos das prostitutas que criticaram o desleixo na investigação ao desaparecimento de dezenas de mulheres do centro de Vancôver.

Entre meados da década dos anos 80 e 2001, pelo menos 65 prostitutas desapareceram sem deixar rastro.

Familiares a amigos denunciaram os desaparecimentos mas a polícia rejeitou a possibilidade de as mulheres terem sido assassinadas e nunca investigou em profundidade os seus casos.

A procuradoria já anunciou que, depois de este julgamento, Pickton enfrentará novas acusações de assassínio de pelo menos outras 20 pessoas, admitindo que novas acusações venham a ser formuladas.


Loading. Please wait...

Fotos popular