Pravda.ru

Sociedade » Incidentes

Enfermeira espanhola pede eutanásia

19.10.2006
 
Enfermeira espanhola pede eutanásia

“ Somente quero morrer sem dor” . Com uma injeção letal.A voz quase não sai do corpo , mas sua decisão é firme . Inmaculada Echeverría Ramírez, uma enfermeira espanhola que sofre desde 11 anos com uma distrofia muscular quer a ajuda de médicos para morrer.

 Ramírez, 51 anos, entrou com um pedido de eutanásia nesta terça-feira na Associação dos Direitos de Morrer Dignamente (DMD), na Espanha.

A doença obriga Ramírez a viver em uma cama ligada a um respirador artificial. "Quero uma injeção que faça o meu coração parar de bater. Uma morte digna e sem dor", disse espanhola aos jornalistas . "Estou cansada de depender de todo mundo. Não é justo viver assim. minha vida é de solidão, vazio e opressão".

Desde os trinta anos, Echevarría só consegue mover os dedos das mãos e dos éйs e tem dificuldades para falar. Membros da DMD asseguram que basta desligar o respirador artificial para que Echevarría deixe de viver. "Estou piorando, me sinto mais cansada. Isso me levou a pedir ajuda para morrer. Tenho o direito de escolher". “ Porque se tem de meter a religião ou o Governo. Eu com minha vida não faço dano a ninguém”disse a espanhola.

Segundo a DMD, as pessoas que sofrem de distrofia muscular tem amparo legal para exigir que desliguem a respiraзгo artificial. A lei determina que a pessoa seja sedada antes da desconexão dos aparelhos.

Associação dos Direitos de Morrer Dignamente solicitou hoje o Governo espanhol a ter estudado "de forma séria e profunda" o pedido de eutanásia formulada por Inmaculada Echevarria.

Com Terra 


Loading. Please wait...

Fotos popular