Pravda.ru

Sociedade » Incidentes

Novo Horizonte: Irão reuniu intelectuais de todo o mundo

17.05.2018
 
Novo Horizonte: Irão reuniu intelectuais de todo o mundo. 28778.jpeg

Novo Horizonte: Irão reuniu intelectuais de todo o mund

Entre os dias 12 e 14 do corrente decorreu a 6ª Conferência Internacional de Intelectuais e Artistas Independentes - Novo Horizonte, evento internacional que desde 2012 reúne vários cineastas, artistas, jornalistas e intelectuais na cidade de Meched, província de Coração Razavi, na República Islâmica do Irão.

Flávio Gonçalves, Pravda.ru

A organização da conferência cabe ao Novo Horizonte - Instituto Internacional de Intelectuais e Artistas Independentes, uma Organização Não-Governamental sedeada em Teerão, encabeçada pelo cineasta e apresentador de televisão iraniano Nader Talebzadeh. 

Durante três dias Meched recebe anualmente toda uma miríade de intelectuais, académicos, personalidades políticas e militares, cantores, escritores, cineastas, críticos de cinema que se tenham destacado nos seus campos por um posicionamento anti-sionista e anti-imperialista.

A organização afirma que os conferencistas devem estar dispostos a debater os diferentes aspectos dos ideários da humanidade e as realidades do mundo que não recolhem grande tempo de antena pelas instituições e meios de comunicação social mais convencionais ou de maior disseminação e influência.

A temática mais frequente lida com assuntos de âmbito mundial e regional, geopolítica do Médio Oriente e da Eurásia, a presença islâmica na Europa, a islamofobia, a irãnofobia e a discriminação em geral, a hostilidade institucional dos Estados Unidos da América para com a sua população afro-descendente, o lobby sionista, a política externa dos EUA, a cooperação Sul-Sul, os centros decisores da política ocidental, etc.

O tema deste ano dedica-se à causa palestiniana, "Jerusalém/Al-Quds - A Capital Eterna da Palestina" e foi organizado em conjunto com o secretariado da 6º Conferência Internacional em Apoio à Intifada Palestiniana, que decorre em paralelo entre 12 e 18 de Maio.

Embora tenha reunido vários conferencistas oriundos do Reino Unido, da União Europeia e dos Estados Unidos da América, destacou-se a presença de Aleksandr Dugin, o geopolitólogo e filósofo russo que detém a fama de inspirar grande parte da estratégia internacional dos governos de Vladimir Putin e que conta já com três obras publicadas em Portugal. 

Aleksandr Dugin foi alvo de um capítulo na obra "Antologia do Pensamento Geopolítico e Filosófico Russo" da autoria de José Milhazes e João Domingues (Dom Quixote, 2017) e tem publicadas em Portugal as seguintes obras: "A Grande Guerra dos Continentes" (Antagonista Editora, 2010), "Teoria do Mundo Multipolar" (IAEGCA, 2012) e "Geopolítica da Rússia Contemporânea" (IAEGCA, 2016). 

O presidente do Instituto, Nader Talebzadeh, assume que esta conferência embora de iniciativa privada, diplomaticamente acaba por auxiliar o Ministério dos Negócios Estrangeiros da República Islâmica do Irão, providenciando uma espécie de "soft war" e dando aos conferencistas a oportunidade de travarem conhecimento com as realidades de Teerão de em primeira mão.

Flávio Gonçalves, Pravda.ru 

Foto © HispanTV

 


Loading. Please wait...

Fotos popular