Pravda.ru

Sociedade » Incidentes

US$ 50 mil por pistas sobre paradeiro de quadro roubado de Goya

15.11.2006
 
US$ 50 mil por pistas sobre paradeiro de quadro roubado de Goya

A tela do pintor espanhol Francisco de Goya "Niños del carretón", foi roubada na semana passada quando era transportada do Museu de Arte de Toledo (Ohio, EUA) para o Guggenheim de Nova York, onde faria parte de uma grande exposição.

O Museu de Arte da cidade americana de Toledo afirmou ontem que o roubo é o primeiro que sofre em sua história e que este fato não alterará sua política de empréstimo de obras.

O Museu de Arte de Toledo não quis dar detalhes concretos do roubo da obra de Francisco de Goya para não comprometer as investigações do FBI.

No entanto, sabe-se que o roubo aconteceu na cidade de Scranton, na Pensilvânia, estado que fica entre Ohio e Nova York, durante o transporte que era efetuado por uma empresa especializada.

Há quase um ano, pinturas de Andy Warhol e Jackson Pollock foram roubado do Museu Everharte, na mesma cidade.

A falta de progresso na investigação sobre o desaparecimento da obra, que aconteceu na semana passada, mas não tinha sido divulgado até segunda-feira, levou às autoridades federais a pedir a colaboração dos cidadãos, oferecendo uma recompensa de US$ 50 mil por pistas precisas sobre o paradeiro do quadro, avaliado em US$ 1 milhão.

"Niños del carretón", que pertence ao Museu de Toledo desde 1959, estava sendo levado ao Guggenheim para uma exposição sobre pintura espanhola que será inaugurada na próxima quinta-feira pelos Duques de Lugo.

A exposição, que ficará aberta até 28 de março, é organizada pela Sociedade Estadual para a Ação Cultural Exterior (Seacex) e a Fundação Solomon R. Guggenheim.

A ministra de Cultura da Espanha, Carmen Calvo, lamentou o roubo do quadro, embora tenha esclarecido que não cabe a ela falar de uma obra que "pertence a uma instituição americana e que foi roubada na América do Norte".

Uma porta-voz da Seacex disse à Efe em Nova York que o Museu de Toledo não informou à administração espanhola sobre o fato, nem as autoridades federais lhe informaram dos avanços nas investigações.

"Niños del carretón" esteve no Museu do Prado em 1996 na antológica exposição de Goya por ocasião do 250º aniversário do nascimento do pintor, em uma retrospectiva que reuniu 170 peças.

Agora estava previsto que fosse para Nova York para participar da ambiciosa exibição do Guggenheim, "Pintura Espanhola de Greco a Picasso: O Tempo, a Verdade e a História", uma exibição que, de acordo com a Seacex, acontecerá como previsto, apesar do roubo.

A exibição contará com 136 obras dos melhores pintores espanhóis do século 16 ao 20, procedentes de mais de 70 grandes coleções institucionais e particulares do mundo inteiro.

EFE


Loading. Please wait...

Fotos popular