Pravda.ru

Sociedade » Incidentes

Três fatos isolados; três motivos de vergonha

14.07.2008
 
Três fatos isolados; três motivos de vergonha

por Cássio Augusto Vione da Rosa

É na condição de cidadão que trago em forma de desabafo o que assisti na noite de anteontem (8) no único momento de descanso do dia e me deparar com três veiculações jornalísticas que me causaram vergonha do meu país.



Sempre tive muito orgulho de ser brasileiro. Ter nascido num país rico em belezas e recursos naturais, em que a grande maioria dos cidadãos trabalha arduamente para conseguir viver de forma digna é, sem dúvida alguma, motivo de orgulho. Mas como disse, esse sentimento ficou um pouco de lado, diante de três reportagens que assisti no horário nobre de televisão.



O primeiro triste e lamentável, para não se dizer repugnante fato noticiado, foi o assassinato de mais um inocente por policiais cariocas. Em ato completamente irresponsável e tido inicialmente como um acidente por força de tiroteio em perseguição a criminosos - logo em seguida desmentido por câmeras de edifício localizado em frente ao local do crime – os “policiais” ceifaram a vida de uma criança de apenas três anos que estava junto da mãe e irmão de apenas nove meses, pelo bairro da Tijuca.


A instituição destinada a proteger o povo tem sido sua maior algoz naquela capital, sem que algo seja feito pelas autoridades cariocas, senão lamentarem os acontecimentos após o enterro das vítimas.


Logo em seguida, em reportagem veiculada por jovens repórteres, a mesma emissora trouxe o relato de uma idosa de 73 anos de idade que é obrigada a prostituir-se para manter-se viva diante da ausência de aposentadoria ou qualquer outro auxílio por parte do Estado. Vive precariamente em barraco sem condições de adquirir - tal qual relatou - uma máquina de costura que viabilizasse uma nova fonte de renda e deixasse de se submeter a situações humilhantes para qualquer um, quiçá para uma pessoa idosa e que deveria, por força de Estatuto vigente, ter o mínimo condições para viver sem a necessidade de trabalhar, mormente numa atividade com essa.



Por derradeiro, o fato que tomou conta dos noticiários por todo o dia, a prisão de 17 pessoas, incluindo três conhecidos figurões, incluindo o ex-prefeito da maior cidade da América Latina, em mais uma operação da Polícia Federal, todos integrantes de uma quadrilha acusada de lavagem de dinheiro, sonegação e corrupção. Neste caso, a sensação que se tem é que o mar de lama que imunda o alto escalão político do país irá afogar a todos nós! Nós, brasileiros que trabalhamos e honramos com nossas obrigações, somos “premiados” semanalmente com descobertas de corrupção e outros crimes do colarinho branco, mas parece que nada, absolutamente nada, é capaz de impedir ações de criminosos como estes.


O descrédito dos homens públicos do nosso país chega a ponto jamais visto. É necessário que se mudem os paradigmas; que reformas sejam feitas; que o Judiciário puna de verdade e não se limite a criticar a ação da polícia por ser despropositada somente por que diante de pessoas influentes e poderosas.



Enfim, é desestimulante para qualquer um chegar do trabalho e se deparar com situações como essas no noticiário. Fatos isolados, mas que causam vergonha e repulsa a qualquer brasileiro digno e trabalhador.

Até quando seremos obrigados a chegar em casa, ligarmos a televisão e nos depararmos com a completa omissão do aparelho estatal no desempenho das suas mais comezinhas funções?!

Cássio Augusto Vione da Rosa - advogado (OAB/RS 50.660)
cassiovr@via-rs.net

Fonte: Espaço Vital

in

http://www.guiasaojose.com.br/novo/coluna/index_novo.asp?id=1245


Loading. Please wait...

Fotos popular