Pravda.ru

Sociedade » Incidentes

Polícia libertou a irmã de Ricardo Oliveira

13.03.2007
 
Polícia libertou a irmã de Ricardo Oliveira

Esta madrugada (13) a Polícia Civil de São Paulo libertou a irmã do jogador de futebol Ricardo Oliveira - que atua no Milan, da Itália -, Maria de Lourdes, 35 anos. Assim terminou um dos mais longos seqüestros da história do Brasil, noticia G-1.

Ela foi raptada em outubro de 2006. O período de 159 dias em que ela esteve no cativeiro levou a polícia a perder a esperança no caso. Segundo o delegado Luiz Carlos do Carmo, da 8ª Seccional, chegou-se a acreditar que Maria de Lourdes estava morta.

 Uma denúncia anônima levou agentes da Polícia ao cativeiro, um imóvel da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) na Estrada da Servidão, nº 813, no Parque São Rafael. Nenhum seqüestrador foi preso.

 Maria de Lourdes estava trancada em um quarto. Ela disse que era pouco alimentada e que chegou a ser agredida com chutes e socos.

Nenhum criminoso foi encontrado no local. A irmã do jogador Ricardo Oliveira doi seqüestrada no dia 4 de outubro de 2006 da casa onde mora com a família no bairro Casa Verde - zona norte da capital paulista.

Maria de Lourdes deixou o Pronto-Socorro do Hospital São Mateus. Ela foi medicada e fez alguns exames, pois estava com a pressão muito alta. Hoje, ela deve ir até a delegacia seccional da zona leste para prestar depoimento. Foi o oitavo caso de seqüestro de parentes de jogadores de futebol e o segundo de uma irmã - todos os demais foram de mães.

Até outubro, o último foi o seqüestro de Sheila Pereira da Silva, de 21 anos, irmã de Michael Anderson Pereira da Silva, lateral-esquerdo do Palmeiras. Sheila foi seqüestrada em Mauá, na Grande São Paulo, e ficou nove dias em cativeiro. Seis seqüestradores foram presos e um morreu durante tiroteio com os policiais.

Foram seqüestradas também as mães dos jogadores Robinho (Real Madrid), Kléber (Santos), Rogério (atualmente sem clube), Luís Fabiano (Sevilla, da Espanha), Marinho (Corinthians) e Grafite (Le Man, França). Todas foram libertadas.


Loading. Please wait...

Fotos popular