Pravda.ru

Sociedade » Incidentes

Novo Jack o Estripador mata prostitutas na Inglaterra

12.12.2006
 
Novo Jack o Estripador mata prostitutas na Inglaterra

A polícia de Ipswich, uma cidade tranquila do sudeste da Inglaterra teme que a morte de três prostitutas e talvéz a de outras duas  consideradas desaparecidas , possa ser a obra de um assassino em série.

Os cadáveres de três prostitutas - todas da mesma zona e aparentemente assassinadas da mesma forma - surgidos nos últimos dez dias estão a gerar o pânico na região de Ipswich. A polícia apelou a todas as mulheres, em especial às prostitutas, para que evitem andar sozinhas na rua à noite.

Os tres crimes e as  duas desaparições   ocorreram com uma rapidez asombrosa.
O primeiro cadáver foi  encontrado no dia 2 de Dezembro. Foi  de Gemma Adams, prostituta de 25 anos que trabalhava à noite nos arredores de Ipswich e que foi dada como desaparecida desde 15 de Novembro. Foi descoberta nua num rio em Hintlesham,  a poucos quilómetros da cidade.

 A segunda vítima , Tania Nicol, de 19 anos, desaparecida desde 1 de Novembro, foi encontrada nua, no dia 8 de Dezembro, num charco em Copdock Mill, o que levou a polícia a assinalar as "grandes semelhanças" entre os dois casos.

Os receios agravaram-se no domingo, quando um homem avistou um cadáver sem roupa numa mata em Nacton.

A a polícia informou ontem que a vítima de 24 anos, cujo nome não foi para já divulgado, era mais uma mulher que trabalhava nas ruas de Ipswich. A polícia ainda não informou sobre as causas das mortes, mas, aparentemente, nenhuma das vítimas apresentava sinais de violação. Com estes crimes a polícia liga o assassinato parecido de Viky Hall, o corpo da qual foi encontrado em Ipswich  em 1999. O assassino na altura não foi identificado.

Apesar de não haver provas formais de que as mortes estejam ligadas, o detective Stewart Gull, que está a liderar a investigação criminal da polícia de Suffolk, diz ter poucas dúvidas sobre a existência de um serial killer a monte. "Não podemos estabelecer uma relação directa entre o corpo de Nacton e os outros dois homicídios até completarmos a análise forense, mas há semelhanças significativas, os factos falam por si", afirmou à Sky News.

 A polícia inglesa estava ontem no rasto de mais duas prostitutas de Ipswich (zona oriental de Inglaterra), das quais desconhecia o paradeiro. Paula Clennell, de 24 anos, foi vista pela última vez no sábado à noite e foi dada como desaparecida por um amigo, que terá alertado as autoridades.

Ao fim da tarde de ontem, foi também lançado o alerta sobre o paradeiro de Annette Nichols, de 29 anos, que não é vista há uma semana. No caso de Paula Clennell, a família garantiu que está já terá falado ao telefone com um amigo. Mas as autoridades não estão a facilitar.

Ontem, dezenas de agentes do condado de Suffolk percorreram a pente fino os rios e as matas nos arredores de Ipswich, em busca de sinais das mulheres desaparecidas.

Ainda não se sabe se o presumível homicida é local ou de outra região. Um homem de negócios de Ipswich já prometeu uma recompensa de 50 mil libras a quem fornecer informações que ajudem a polícias nas investigações.

 Com Diário de Notícias


Loading. Please wait...

Fotos popular