Pravda.ru

Sociedade » Incidentes

Mais uma modelo, vítima de anorexia, morreu no Brasil

08.01.2007
 
Mais uma modelo, vítima de anorexia, morreu no Brasil

A anorexia fez mais uma vítima no Brasil. A adolescente Maiara Galvão Vieira, de 14 anos, morreu no último sábado, em conseqüência de uma anorexia nervosa. Internada há quase um mês no Miguel Couto, após ter passado por outros três hospitais públicos no Rio sem que diagnosticassem sua doença, ela teve uma parada cardiorrespiratória e não resistiu. Pesando 38 quilos e com 1,70 metros, a jovem, moradora de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, sonhava ser modelo e acabara de passar para o primeiro ano do Ensino Médio. Ela foi enterrada neste domingo, no Cemitério de Campo Grande, comunicou Pernambuco.com.

"Maiara fazia curso de modelo, desfilava e sempre foi magrinha. Mas, de uns meses para cá, vivia de dieta, até que parou de comer", conta uma prima da menina, que se identificou apenas como Lisbety.

Segundo o sapateiro Marcos Galvão Vieira, pai de Maiara, a família percebeu o problema quando ela passou a ter dificuldades para subir as escadas da escola. De setembro a dezembro de 2006, a família percorreu emergências dos hospitais estaduais Rocha Faria e Pedro II, além do Hospital municipal Souza Aguiar, mas nenhum profissional de plantão diagnosticou a doença ou encaminhou a menina a um especialista.

"Eles só davam soro e a liberavam para casa. Queríamos saber o que ela tinha, mas só fizeram o diagnóstico de anorexia nervosa quando ela foi internada no Miguel Couto, no dia 11 de dezembro. Ela não se alimentava e nem conseguia mais andar", conta o pai, acrescentando que pretende processar os governos municipal e estadual pela negligência. "Só conseguimos o atestado de óbito de Maiara no dia seguinte, mesmo assim por ordem judicial. Não tinha médico para assinar o documento no sábado à noite".

Questionado sobre o atendimento prestado pelo Souza Aguiar, o prefeito César Maia respondeu, por e-mail: "Todos os casos médicos onde há questionamento de amigos ou familiares redundam em sindicância técnica, com vistas a apurar se todos os procedimentos foram realizados. Será assim também desta vez".

Já a assessoria de comunicação do Secretário Estadual de Saúde, Sérgio Côrtes, disse que ele lamenta a morte da jovem, mas que não poderia fazer comentários, pois os atendimentos prestados a Maiara nos hospitais estaduais não ocorreram em sua gestão.


Loading. Please wait...

Fotos popular