Pravda.ru

Sociedade » Curiosidades

Maconha e seus clichés

27.06.2011
 

Maconha e seus clichés. 15202.jpegOs argumentos que nos deparamos a favor da maconha não destróem os comentários negativos a respeito dela. É preciso contra-argumentar o que a sociedade aceita como verdade. Não sou participante da Marcha da Maconha, nem nada. Mas li os jornais por aí sobre a decisão do STF e encontrei um monte de comentário babaca. Juntei um monte de opinião e resolvi escrever algo sobre isso.

 Não sou participante da Marcha da Maconha, nem nada. Mas li os jornais por aí sobre a decisão do STF e encontrei um monte de comentário babaca. Juntei um monte de opinião e resolvi escrever algo sobre isso.

Os argumentos dos indivíduos contra a marcha são falhos e todos iguais, o que me leva a crer que estes simplesmente não pensam/pesquisam sobre algum assunto de fato, mas vão com os bois. Por favor, não opinem se não sabem do que estão falando. Vam lá:

- "Um monte de gente passando fome, sem educação, sem saúde e vocês preocupados com marcha da maconha?" - Então, por favor, organize uma marcha da educação, da comida, ou sei lá o quê. Mexa-se em vez de reclamar das pessoas que fazem isso. Que tal uma marcha anti-marcha da maconha?

 - "A porta para o mundo das drogas começa na maconha" - Errado. Começa na bebida. A maconha é a próxima porque é a droga mais fácil de ser adquirida. O usuário de drogas não o é por causa de uma tragada em um cigarrinho de maconha, o é pelo simples fato de que ele iria ser isso um dia. Ele buscou isso. O interesse em usar outras drogas é o motivo pelo qual começou fumando maconha, e não o contrário.

- "Vocês querem legalizar isso porque não têm um filho dependente" - Caro, sinto lhe dizer, mas se seu filho é um nóia, ele usa outras drogas, não só maconha. Isso não destrói lares, ninguém rouba para adquirir maconha. Primeiro, porque é muito barata; segundo, que sempre vai ter alguém pra dividir um traguinho com você e, terceiro, ela não causa dependência. É mais fácil uma pessoa tornar-se dependente do cigarro de tabaco e álcool do que da maconha. Além disso, dependência é uma doença, um indivíduo pode ser dependente de chocolate, café...

- "Maconheiro é tudo marginal" - É triste ver o que a mídia faz com a cabecinha de cada ovelhinha da Globo, e o pior é que essa cambada é cabeça-dura e não muda de opinião fácil. A imagem do "maconheiro" está realmente degradada, pois, como já argumentado no parágrafo anterior, ninguém rouba para comprar maconha e é muito difícil tornar-se dependente. Além disso, calma, cara, é só uma planta natural que você fuma e dá um baratinho! Ninguém chega em casa "muito loko" de maconha e bate na mulher e chuta o cachorro (acredito que o máximo que pode acontecer é o cara brigar com a mulher porque ela está ocupando a cama inteira e ele não pode dormir). Ninguém fica agressivo, nem sai fazendo bagunça por aí, uma vez que um dos efeitos da maconha é a diminuição da força muscular e firmeza das mãos, além da leseira toda. Não confundir maconha com crack, cocaína e álcool. Os usuários fiéis da planta (não cito aqui os usuários de drogas generalizadas) não chegam nem perto de outras drogas, sendo totalmente contra, assim como você que crucifica a maconha.

- "Eu lutando para educar meus filhos a ficarem longe das drogas e esse pessoal perto de legalizar a maconha" - Continue educando seu filho e mostre a ele o que você acha que é certo e errado na vida. Se você acha que maconha é errado, ensinse a ele que é errado. Qual o seu medo? Vou precisar chamar a Super Nanny para te ensinar como educar uma criança? Mas vou além: eduque seu filho para que ele seja um cidadão com um perfeito estado de saúde mental para conseguir decidir o que é bom ou ruim para ele, independente da sua opinião, papai. Se preocupe em ensiná-lo a ser educado com as outras pessoas, um cidadão do bem, que faça uma faculdade legal e tenha um emprego legal e que aprenda a ser feliz e a respeitar as pessoas que estão a volta dele. O que ele faz além disso já é problema dele.

A questão é que, legalizando o cultivo da maconha, o governo não consegue ter controle. Além disso, a indústria farmacêutica lucra milhões com a venda de calmantes para gente que não consegue dormir, e a maconha substituiria esses calmantes. Aí eles enfiam na cabeça do povo que maconheiro é marginal! E dá certo.

Com a legalização, alguma parte do tráfico diminuiria. Não sejamos hipócritas, maconha é praticamente legalizada, mas insistimos em achar que não. Vão fumar, sendo legalizada ou não e, de uns tempos para cá, ela está sendo vista com outros olhos, de modo positivo, e a tendência é continuar assim com as novas gerações que surgirão.

Há países que a maconha já é legalizada, então ela não pode ser tão prejudicial assim, correto?

Sonho com o dia que vamos lutar seriamente pelo fim do tráfico. Lutar pelo fim das drogas que causam a real dependência, que destroem lares, e não pela criminalização de um usuário de uma planta de bem.

E eu sei que esse texto não vai mudar a cabeça de ninguém, uma pena. Continuem assistindo as novelas da Globo, pessoal, isso sim é legal! Acredito cada vez mais que a ignorância é uma bênção, talvez por isso os indivíduos insistem em continuar nela. Se apegam a seus preconceitos e tabus e fecham os olhos, criando a limitação e resistência ao novo e estranho - o que é de causar medo para qualquer ovelhinha do nosso sistema. Fomos ensinados e condicionados a sermos assim, talvez eu sinta desprezo, talvez só dó. Talvez eu entenda.

Deixando claro, este texto não faz apologia a maconha, apenas destaca pontos-de-vista que contrastam com a realidade.

 

www.consciencia.net


Loading. Please wait...

Fotos popular