Pravda.ru

Sociedade » Curiosidades

Vingança amorosa desatou escândalo sexual na Argentina

19.12.2007
 
Vingança amorosa desatou escândalo sexual na Argentina

A Argentina está abalada por um escândalo sexual recentemente, quando se descobriu que seis professoras, cinco delas casadas, faziam orgias com o motorista que as transportava até a escola onde trabalham.

“ Aceitamos o erro da infidelidade. Um inferno roubou as fotografias “, confessou uma das mulheres, segundo o jornal 26 noticias. O caso aconteceu na cidade de Saladas , da província  de Corrientes e foi descoberto pela rádio Sudamericana.

Tudo começou a partir de uma descoberta da namorada do motorista, que percebeu que ele tinha uma série de fotos comprometedoras em seu computador. Eram imagens de relações sexuais com as seis professoras.

As imagens retratavam as orgias que aconteciam cada vez que o motorista transportava as seis mulheres, cinco delas casadas, até a escola.

A namorada do motorista, que, assim como ele, desapareceu de Saladas, também é professora e, ao ver as fotos, decidiu se vingar. Furiosa com o fato de amigas suas estarem envolvidas com seu namorado, ela enviou um e-mail com as fotos a seus conhecidos e aos maridos das mulheres para comprovar a traição.

De acordo com a imprensa argentina, o motorista desapareceu da cidade porque estava preocupado com a possível reação dos maridos das mulheres com quem havia realizado as orgias. Segundo rádio Sudamericana uma das mulheres que não revelou sua identidade contou as consequências sofridas a partis das imagens aparecerem na Internet.

 “ Pela uma questão legal não vou dizer meu nome, isso é o de menos. Aqui há uma questão de envolver a gente. É a vida privada de cada um. O que quero esclarecer é que isso é totalmente independente da escola”, declarou. “ Muitos comentários maliciosos e o tratamento , em alguns momentos , morboso o tema, resultaram as famílias estarem danadas. Foi produzido muito dano a gente inocente , entre eles menores”, disse.


Loading. Please wait...

Fotos popular