Pravda.ru

Sociedade » Curiosidades

Governo Obama deporta números históricos de imigrantes

09.04.2014
 
Governo Obama deporta números históricos de imigrantes. 20142.jpeg

Nos EUA, o governo do presidente Barack Obama já bateu o recorde em deportações de imigrantes sem documentos regulares, mas justifica a sua política agressiva com a "proteção da comunidade" contra criminosos, e não contra trabalhadores ou estudantes. Entretanto, uma análise do jornal estadunidense The New York Times, publicada nesta segunda-feira (7), revela que, desde que Obama foi eleito, dois terços dos dois milhões de deportados em seu governo eram acusados de infrações menores.

Entre as infrações cometidas por grande parte dos imigrantes que foram deportados estão, inclusive, violações das leis de trânsito e pessoas que não tinham qualquer histórico criminal. As conclusões resultaram de uma análise feita pelo New York Times de registros internos do governo. Ainda de acordo com o jornal, apenas 20% (ou quase 394 mil) dos casos envolviam pessoas condenadas por crimes graves, incluindo o tráfico de drogas.

"As deportações tornaram-se uma das questões domésticas mais contenciosas da presidência Obama, e um exame do histórico do seu governo mostra como evoluiu a desconexão entre os objetivos declarados pelo presidente de atingir o que ele chamou de vala profunda da lei de imigração e a realidade que se apresentou," afirmam Ginger Thompson e Sarah Cohen, autoras do artigo.

As jornalistas lembram que Obama assumiu o poder prometendo uma reforma abrangente da imigração, mas não obteve apoio suficiente. Assim, o governo tomou passos que apresentou como um foco específico dos esforços de execução das leis repressivas de imigração sobre criminosos.

Entretanto, ressaltam Ginger e Sarah, a rede da execução aumentou para capturar cada vez mais imigrantes, com históricos leves ou sem histórico criminais. Entrevistas com oficiais atuais e antigos, assim como defensores dos imigrantes, "mostraram um presidente tentando manter seus apoiantes em linha mesmo que tenha buscado mostrar aos opositores políticos que seria duro contra as pessoas que violassem a lei ao entrar ilegalmente no país."

Ainda assim, seus oponentes no Congresso criticam Obama afirmando que seus esforços de imposição da lei contra esses imigrantes não foram "longe o suficiente".

Vários estudos de ordens judiciais e relatórios nos últimos anos têm levantado questões sobre quem está sendo deportado pelos oficiais da imigração. A análise do jornal estadunidense é baseado em dados do governo, cobrindo mais de 3,2 milhões de deportações em 10 anos, obtidos a partir do Ato de Liberdade de Informação, e fornece um retrato mais detalhado das deportações realizadas durante o governo Obama.

De acordo com as jornalistas, os imigrantes mais visados para estes casos continuam sendo os mesmos: homens mexicanos com menos de 35 anos, mas muitas circunstâncias mudaram. Os registros analisados por elas mostram que os maiores aumentos em deportações de imigrantes sem documentação regular estão entre os que têm, como ofensas mais graves, a violação do tráfico: foram 43 mil casos durante os últimos cinco anos do governo de George W. Bush e 193 mil durante os cinco anos em que Obama é o presidente.

Além disso, também aumentou o número de deportações daqueles que foram acusados por entrar ou reentrar no país de forma irregular: o número triplicou, durante o governo Obama, para mais de 188 mil pessoas. Os dados também mostram, assim, a política de criminalizar ou processar aqueles que, antes, eram deportados sem acusações formais.

Da Redação do Vermelho,

Com informações do The New York Times

 


Loading. Please wait...

Fotos popular