Pravda.ru

Sociedade » Curiosidades

Chorou a morte de seu marido em uma tumba equivocada

08.11.2007
 
Chorou a morte de seu marido em uma tumba equivocada

A viúva de 52 anos, María del Carmen Sosa, visitou durante meses a fio o cemitério de Paraná, na Argentina, para deixar flores no túmulo de seu marido, sem se importar com a chuva e com frio. O que ela não sabia é que as flores estavam sendo depositadas no local errado, pois aquela não era a sepultura de seu marido, segundo Infobae.com.

 "Quando vinha trazer flores para o túmulo do meu marido, sempre olhava para a sepultura ao lado, que estava totalmente abandonada, e pensava: 'Pobre alma, ninguém lhe traz nada'", contou Sosa à imprensa local. "Agora fiquei sabendo que é meu marido que está ali", disse, lembrando-se das horas que dedicou a uma pessoa que nunca viu.

"Às vezes, se pensa que essas coisas só acontecem com pessoas pobres", refletiu a mulher, que viveu 17 anos com Antonio Raúl Vera, falecido aos 42 anos, no dia 26 de abril, após levar um choque enquanto pintava o teto de uma casa.

As autoridades do cemitério se desculparam justificando que se tratou de um "erro administrativo", atribuído aos empregados do local. O erro foi descoberto quando Sosa pediu autorização para construir um pequeno monumento sobre o túmulo. Para realizar a obra, o corpo teve que ser exumado. E, para a surpresa de todos, o corpo que saiu da sepultura era o de uma mulher.


Loading. Please wait...

Fotos popular