Pravda.ru

Sociedade » Curiosidades

Dolce & Gabbana ofendeu a dignidade da mulher

07.03.2007
 
Dolce & Gabbana ofendeu a dignidade da mulher

Nesta semana na Itália foi proibido um anúncio da publicidade dos produtos da grife Dolce & Gabbana que mostra um homem segurando uma mulher pelos pulsos, caída no chão. Sua difusão foi proibida na Itália porque "ofende a dignidade da mulher", segundo informou o Instituto de Autodisciplina Publicitária (IAP), em Roma.

Alem disso uma união italiana recomendou que as mulheres boicotem os produtos da Dolce & Gabbana no Dia Internacional da Mulher no dia 8 de março em protesto contra o anúncio.

Mais cedo, a Anistia Internacional na Itália disse que a marca mostrou "pretexto para violência contra a mulher". E o governo da Espanha exigiu, mês passado, que a campanha fosse retirada por ser humilhante às mulheres.

A divisão de trabalhadores têxteis da Itália, CGIL, disse que ao menos que o anúncio fosse retirado, mulheres deveriam tomar uma atitude no dia 8 de março.

"É vergonhoso que a Dolce & Gabbana passe uma mensagem de violência e abuso contra as mulheres", disse o CGIL em seu site.

"Esta foto deve sair e os designers devem se desculpar a todas as mulheres. Se não (fizerem), as mulheres devem declarar uma greve em 8 de março contra as roupas da Dolce & Gabbana", acrescentou, pedindo que os anúncios sejam retirados o mais rápido possível.

A propaganda mostra um homem sem camisa segurando uma mulher pelos pulsos, enquanto três homens olham para eles.

Acusados de violência contra as mulheres, Domenico Dolce e Stefano Gabbana disseram em comunicado que a grife declarou que decidiu cancelar a campanha. "Vamos recriar o jogo da sedução na campanha para ressaltar a beleza de nossas coleções", disseram.


"Nunca foi nossa intenção ofender ninguém ou promover violência contra as mulheres", disseram os estilistas.

 Fonte: Agências 


Loading. Please wait...

Fotos popular