Pravda.ru

Sociedade » Curiosidades

Desenhador russo entra no Guiness com seus mini-livros

04.12.2006
 
Desenhador russo entra no Guiness com seus mini-livros

 O  desenhador gráfico da cidade Omsk,Anatoli Konenko, é conhecido em toda a Rússia pela sua arte de escrever livros que só podem ser lidos com a ajuda de microscópio e outros instrumentos especiais.

Desta vez, Konenko publicou uma série de 14 livros-miniatura com os alfabetos dos povos do mundo. Os alfabetos cirílico, grego, árabe, latino, coreano, tibetano e outros são publicados em livros que medem 0,8 por 0,8 milímetros e só podem ser lidos e folheados com a ajuda de microscópio e outros instrumentos especialmente fabricados para o efeito.

 
Este mestre da miniatura já era famoso por ter criado uma biblioteca inteira de livros microscópicos de papel e outros materiais, nomeadamente de gelo e bolachas. Saiu das suas mãos o livro mais pequeno do mundo, de 0,9 por 0,9 milímetros, que recolhe o conto «Camaleão», de Anton Tchekov. Cada página tem 250 caracteres cirílicos e ilustrações a cores.

 A obra foi uma das atracções da Feira Internacional do Livro de Frankfurt em 2003 e o nome do seu autor inscrito no Livro de Recordes Guiness. Konenko produziu também um livro-miniatura com o conto popular russo «A Menina da Neve» cujas páginas, com a dimensão de 5 por 7 centímetros, são finíssimas placas de gelo fabricadas numa forma especial e cozidas com fio transparente.

 O pintor tenciona criar toda uma série de “contos gelados”, que poderão ser lidos em expositores especialmente fabricados para manter baixas temperaturas. Anatoli Konenko editou também um “livro comestível” de provérbios e ditados do povo russo, sendo todas as suas páginas feitas de bolachas comuns.


Por outro lado, inventou uma tecnologia que permite escrever o texto na superfície da bolacha, a qual, antes, é polida e banhada numa “solução secreta”. Konenko promete recorrer a novos materiais: missangas e casca de bétula para criar novos livros. Mas nem só de livros é composta a obra deste mestre em “artes minúsculas”. “Desafiando” a conhecida parábola de Jesus Cristo de que “é mais fácil passar um camelo por um buraco de uma agulha do que um rico entrar no Reino dos Céus”, Konenko desenhou uma caravana de 12 camelos, com beduínos debaixo de palmeiras, no buraco de uma agulha de costura.

 
Este mestre repetiu a façanha de um dos heróis das fábulas russas, o canhoto, ao conseguir ferrar as patas de uma pulga verdadeira com ferraduras de ouro. Reproduziu também a mais emblemática das obras de Gustav Eifell, a sua Torre, “na tromba de um mosquito”. Uma das obras-primas de Konenko é uma árvore de Natal com uma altura de 5 milímetros, feita de grãos microscópicos de malaquite e enfeitada com bolas de vidro, ornamentos de ouro e prata.

O enfeite mais pequeno da árvore é quatro vezes mais fino do que um cabelo humano: o seu diâmetro é de 0,2 milímetros. Konenko criou uma escola de miniaturas e prepara-se para abrir um museu para expor os seus trabalhos.

Primeiro de Janeiro 


Loading. Please wait...

Fotos popular