Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Orkut alerta os usuários brasileiros

27.08.2006
 
Orkut alerta os usuários brasileiros

Orkut,o site de relacionamentos criado pela equipe do Google, que virou grande sucesso no Brasil com mais de 20 milhões de usuários brasileiros passou a divulgar um alerta aos usuários sobre perfis e comunidades com materiais ilegais ou impróprios.

De acordo com o aviso, presente em todos os perfis de usuários, a empresa pede que o internauta denuncie comunidades e perfis com conteúdo ilegal. A nota diz ainda que conteúdo ilegal não será tolerado e será removido pela equipe do site.

O aviso aos usuários apareceu depois de uma semana conturbada para o Orkut no Brasil. A representação brasileira do Google e o Ministério Público Federal de São Paulo iniciaram uma batalha judicial em torno do serviço de redes sociais Orkut, apontado pelas autoridades como ferramenta que, além de seu uso legítimo, tem sido utilizada em crimes como disseminação de imagens de pedofilia.

Na última terça-feira, o Ministério Público Federa (MP)l entrou com uma Ação Civil Pública em que exige que o Google Brasil forneça dados sobre usuários de comunidades que praticam crimes no Orkut.O MP quer que o escritório brasileiro quebre o sigilo de comunidades e perfis criminosos no Orkut e ajuizou uma ação para obrigar o Google Brasil a pagar multa diária de R$ 7,6 milhões e indenização por dano moral coletivo no valor de R$ 130 milhões, sob a alegação de que a empresa vem descumprindo, reiteradamente, decisões da Justiça brasileira.

 Até hoje foram abertos 52 pedidos de quebra de sigilo no Orkut, na maioria casos de pedofilia e de crimes de racismo e ódio. Na última terça-feira, o Ministério Público entrou com ação obrigando o Google Brasil a pagar multa de R$ 200 mil por dia por caso não cumprido, indenização por danos morais (cerca de R$ 130 milhões até então, equivalente à 1% do faturamento da receita do grupo em 2005) ou, em último caso, fechamento da filial. A alegação é que a empresa descumpre seguidamente decisões da Justiça.


Ainda na terça, a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM) entregou à Embaixada Americana um relatório com denúncias de crimes de pornografia infantil e pedofilia, supostamente cometidos no Orkut. O documento foi preparado pela Safernet, ONG que recebeu, de 30 de janeiro a 26 de abril, 34.715 denúncias de pornografia infantil no site de relacionamentos.

 Apesar da popularidade do Orkut, existem alternativas à rede social da Google.

MySpace – É a rede com mais usuários no mundo: mais de 40 milhões. O seu principal diferencial é permitir a publicação de músicas, vídeos e a personalização completa do layout da página. Possui mais de 300 mil bandas e músicos como usuários. Voltada para o público jovem.


Yahoo 360º - A sua principal característica é a integração com outros serviços da Yahoo! (email, favoritos online, fotos). Lançada em março 2005, fornece blog, álbum de fotos e serviços de mensagens.


Friendster – A mais antiga das redes sociais, fundada em 2002, nos EUA. Recentemente, recebeu um investimento de US$ 10 milhões para a sua expansão no exterior. É focado mais no público de 20 a 30 anos de idade.


Multiply - Lançada em 2003, permite o compartilhamento de fotos, textos e vídeos. Usuários podem ter seu “jornal online” e restringir o acesso aos seus perfis e comentários. Devido à sua complexidade de configuração não foi bem recebida no Brasil.

LinkedIn – Com 6 milhões de usuários, é voltada para negócios e busca de empregos. Empresas e funcionários se cadastram para trocar e informações e aumentar a sua lista de contatos. Algumas empresas de RH, nos EUA, usam a rede para selecionar funcionários.

UOL K - Rede social mais nova no Brasil, foi lançada pelo portal UOL em novembro de 2005. Permite manter relacionamentos em segredo, pois o usuário determina o que será ou não exibido aos demais usuários da rede. Outro diferencial é a lista de contatos que é exibida em ordem alfabética.

Fonte: Último Segundo



Loading. Please wait...

Fotos popular